Pub

O SINTAP congratulou-se hoje com a atribuição do subsídio de penosidade e insalubridade, “pelo nível mais alto”, aos trabalhadores da autarquia da Madalena do Pico, nos Açores, afetos a obras, serviços urbanos e planeamento urbanístico.

Numa nota enviada hoje às redações, o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos (SINTAP) adianta que a Câmara Municipal da Madalena do Pico resolveu, “finalmente, operacionalizar um suplemento de penosidade e insalubridade aos seus trabalhadores assistentes operacionais afetos a obras, serviços urbanos e planeamento urbanístico, pelo valor mais alto permitido por lei”.

Assim, e de acordo com o SINTAP, aqueles trabalhadores vão auferir “um valor de 4,99 euros, por cada dia de trabalho efetivo, com efeitos retroativos a 1 de janeiro” deste ano, no âmbito da atribuição desse suplemento.

Para o SINTAP, o pagamento deste suplemento é uma medida que, além de “fazer justiça a estes trabalhadores, dignifica a autarquia”.

A medida “confirma ainda a oportunidade, sentido e alcance social do papel e responsabilidade que o SINTAP teve na concretização desta reivindicação, em sede da Lei do Orçamento do Estado de 2021, agora aplicada pelo mnicípio da Madalena do Pico”, acrescenta o SINTAP.

Pub