Simulacro testa meios de salvamento nas zonas balneares da Ribeira Grande

A praia de Santa Bárbara, na freguesia da Ribeira Seca, foi o palco escolhido pela Associação de Nadadores-Salvadores da Costa Norte para a realização de mais um simulacro de salvamento, evento que testou os meios que estão disponíveis para o socorro no mar. Este ano, a “vítima” foi um praticante de parapente que caiu na água.

As ações de salvamento juntaram cerca de duas dezenas de efetivos e foram acompanhadas pelo presidente da Câmara da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, tendo o edil sublinhado o empenho e dedicação que os bombeiros e nadadores-salvadores têm colocado nas missões efetuadas ao longo do ano.

“Este simulacro permitiu aos bombeiros e nadadores-salvadores colocarem em prática os meios de salvamento que têm à sua disposição”, vincando que a “segurança dos banhistas está, pelo que pudemos assistir, assegurada.”

Os diversos meios de salvamento apresentados no simulacro vão ao encontro da preocupação que a autarquia tem tido em dotar as zonas balneares da segurança necessária para os banhistas e foi a pensar nessa segurança que os meios de salvamento foram reforçados.

Antes do simulacro, a Câmara da Ribeira Grande “entregou diversos equipamentos aos bombeiros voluntários da Ribeira Grande que vão permitir reforçar a ação dos mesmos no terreno, um investimento global de 330 mil euros financiado a 85% por fundos europeus”, revelou Alexandre Gaudêncio.

O autarca recordou, na ocasião, as novidades implementadas ao nível da segurança para a presente época balnear. “Queremos que quem usufrui das zonas balneares do concelho se sinta seguro e foi a pensar nos banhistas que implementamos várias medidas”, adiantou.

“Aumentamos para quatro dos postos de vigilância na praia de Santa Bárbara, abrangendo toda a extensão da mesma. Investimos ainda nos equipamentos que estão ao serviço dos nadadores-salvadores que passam a dispor de rádios para comunicação entre eles, mota de água e uma moto 4×4 que também dará apoio à proteção civil municipal.”

A pensar na prontidão do socorro a situação mais urgentes, a Câmara da Ribeira Grande “equipou as zonas balneares de desfibrilhadores, tendo para o efeito os nadadores-salvadores recebido formação específica para trabalharem com aquele equipamento, caso seja necessário”, recordou o edil.