Pub

“O segundo atacante da escola de Kazan, que estava entrincheirado no edifício foi abatido”, disse uma fonte das forças de segurança russa à agência TASS.

Uma outra fonte, anónima, citada pela agência Interfax indica a mesma informação. ???

Segundo Rustam Minnikhanov, o governador da república de Tatarstan, da qual Kazan é capital, o ataque matou pelo menos um professor e sete alunos — quatro rapazes e três raparigas — e deixou 21 outras pessoas hospitalizadas.

Anteriormente, a agência de notícias russa RIA Novosti escrevera, citando os serviços de emergência, que o ataque tinha feito 11 mortos.

Pub

O Ministério da Educação disse à TASS que há pelo menos 32 feridos.

Segundo a Interfax, dois atiradores estiveram envolvidos no ataque, um deles tem 17 anos e foi detido.

Segundo as autoridades, algumas crianças foram retiradas da escola, mas outras continuam no interior do edifício.

As autoridades reforçaram a segurança nos estabelecimentos de ensino de Kazan, a 700 quilómetros a oeste de Moscovo.

A polícia iniciou uma investigação sobre o ataque contra a escola 175 de Kazan, no Tartaristão, uma região maioritariamente habitada por muçulmanos.

Na altura do ataque estavam no edifício 714 crianças, 70 funcionários, entre os quais 52 professores.

Entretanto, o Ministério do Interior disse que está a ser organizada uma operação antiterrorista na zona.

Pub