Sara Pereira, jovem talento lagoense destaca-se no Karaté nacional

A lagoense Sara Pereira alcançou o segundo lugar, no passado sábado, em Santo Tirso, num torneio que juntou mais de 500 atletas, arrecadando a medalha de prata na competição de kumite, escalão de juvenis femininos -50 kg.

A atleta do Centro de Karaté de Lagoa alcançou este feito num dos torneios com mais história no karaté em Portugal, o Grande Torneio de Karaté de Vila das Aves, que já vai na sua 25º edição, sendo pelo 13º ano de âmbito internacional.

A comitiva do clube lagoense viajou com quatro atletas que, liderados pelo sensei António Moniz, dignificaram as cores do clube, do concelho de lagoa e dos açores.

Gonçalo Piques disputou o terceiro lugar, alcançando no final a quinta posição, em kumite, no escalão de juniores masculinos -61kg.

Em kumite de iniciados masculinos participaram os karatecas Eduardo Arruda (+40Kg) e João Cordeiro (-30Kg) tendo este último alcançado o sétimo lugar da tabela classificativa.

Sara Pereira, atual campeã nacional da modalidade, alcançou o estatuto de “Jovem Talento Regional”, beneficiando do apoio do Governo Regional, Câmara Municipal de Lagoa e do seu clube para, ao longo da presente época desportiva, ter todas as condições para renovar o seu título e continuar a sua formação enquanto atleta e pessoa.

No próximo dia 8 de fevereiro, as atletas Sara Pereira e Maria Sousa vão participar na Taça Nacional CPK, em Pombal.

No dia 15 de fevereiro, Sara Pereira desloca-se a Matosinhos, com o seu treinador António Moniz, para disputar o Open Internacional NPK de Karaté, seguindo-se a participação no campeonato regional com vista à representação no campeonato nacional em maio, onde poderá renovar o seu título de campeã nacional.

Na opinião do vereador Nelson Santos, responsável pela área do Desporto, este é um clube que tem feito um trabalho notável na dinamização da modalidade junto jovens lagoenses. Fica assim demonstrado que, com dedicação e empenho, tudo é possível, razão pela qual o município está de braços abertos ao apoio deste, bem como todos os restantes clubes que desenvolvam atividades mobilizadoras da comunidade desde os mais pequenos, aos mais crescidos.

O edil refere que Sara é o resultado de anos de trabalho e investimento, que começa desde tenra idade e desafia a comunidade a assistir aos treinos daquele clube que recebe com enorme entusiasmo todas as pessoas que queiram praticar a modalidade. Com efeito, constata-se o aumento do número de crianças de 5 a 10 anos que o clube tem vindo a angariar, resultado do seu envolvimento em dinamizações diversas em escolas/atls do concelho e participações/promoções de eventos para a comunidade.