Santana considera encontro de Rio com Cavaco como sendo de “muita relevância

O candidato à liderança do PSD Pedro Santana Lopes classificou hoje o encontro entre Rui Rio e o ex-Presidente da República Cavaco Silva como sendo de “muita relevância”, sublinhando que os militantes do partido ficam “naturalmente sensibilizados”.

“O encontro tem naturalmente muita relevância e tem tanta que até na página de Facebook da minha candidatura já pusemos essa notícia. Um encontro com um ex-Presidente da República é sempre importante”, disse.

Questionado pelos jornalistas em Portalegre, à margem de uma ação de campanha para a liderança do PSD, sobre se encara este encontro como sendo um apoio de Cavaco Silva à candidatura de Rui Rio, Santana Lopes afirmou que seria “um abuso” interpretar a situação dessa forma.

“Seria um abuso da minha parte, se não foi dito, não posso estar a dizer isso e, mesmo que seja, não tenho nada a dizer sobre isso. É relevante, acho que é muito relevante e os militantes do partido ficam naturalmente sensibilizados com esse facto [encontro entre Rui Rio e Cavaco Silva]”, acrescentou.

Pedro Santana Lopes assegurou ainda que ao longo da sua campanha “não está previsto” um encontro com Cavaco Silva, sublinhando que este tipo de reuniões que Rui Rio manteve com o ex-Presidente da República “faz parte” do dia-a-dia das candidaturas.

O candidato à liderança do PSD Rui Rio informou que se reuniu hoje com o ex-Presidente da República Cavaco Silva com o objetivo de partilhar ideias sobre “a situação do país” e classificou o encontro como produtivo e encorajador.

De acordo com um comunicado emitido pela candidatura de Rui Rio, a reunião decorreu à porta fechada, na sequência de uma audiência solicitada pelo antigo autarca do Porto, “que foi imediatamente aceite” por Cavaco Silva e que teve como objetivo “a troca de ideias e a partilha de algumas reflexões sobre a atual situação do país”.

“No final do encontro, Rui Rio mostrou-se satisfeito e reconheceu que a reunião mantida com o Professor Cavaco Silva foi muito produtiva e encorajadora para o futuro”, refere o comunicado.

No comunicado, recorda-se que o antigo primeiro-ministro entre 1985 e 1995 [Cavaco Silva] “venceu cinco eleições, das quais, quatro com maioria absoluta” e acumula “uma larga experiência política e governativa, reconhecida pela generalidade dos portugueses e, em particular, pelos militantes do PSD, o que levou Rui Rio a entender dever ouvir as suas opiniões e o seu conselho”.

“O ex-governante é considerado um dos líderes sociais-democratas mais marcantes do pós 25 de abril, juntamente com Francisco Sá Carneiro e constitui ainda hoje um importante ativo do partido”, destaca ainda a nota enviada à imprensa.

Nunes Liberato, que foi chefe da Casa Civil de Cavaco Silva, é um dos apoiantes e membro da Comissão de Honra da candidatura de Rui Rio.

O PSD escolherá o seu próximo presidente em 13 de janeiro em eleições diretas, com Congresso em Lisboa entre 16 e 18 de fevereiro.

Até agora, anunciaram-se como candidatos à liderança do PSD o antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio e o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes.

Notícias relacionadas