Santa Clara recebe Famalicão e quer vitória para “começar bem a época”

O treinador do Santa Clara disse que quer iniciar a I Liga de futebol com uma vitória frente ao Famalicão, admitindo que os três pontos são mais importantes do que “jogar muito bem” no sábado.

“Nesta altura do campeonato, mais importante do que jogar muito bem são os três pontos, para começar a consolidar um posicionamento e acumular pontos que nos deem algum conforto”, afirmou João Henriques, na antevisão da partida da primeira jornada.

O treinador dos açorianos disse querer “começar bem a época”, contra “um adversário direto na luta pela manutenção”, que conta com muito “valor individual”.

“Tem uma ideia positiva de jogo, uma equipa que, apesar de jovem, tem boas dinâmicas, ou seja, é bem orientada e com individualidades de valor que a qualquer momento podem virar o jogo a favor deles”, referiu o treinador dos ‘encarnados’ de Ponta Delgada, que na pré-época foram derrotados pelo Famalicão por 2-1.

João Henriques revelou ainda que não está “minimamente preocupado” com eventuais saídas do plantel, porque tem “soluções para jogadores que possam sair”.

O técnico considerou ainda que o prazo para fecho do mercado de transferências “não é justo”.

“Para nós, equipas mais pequenas, é menos positivo, porque temos menos poder para retificar eventuais saídas e os clubes com mais poderio sabem que até ao ‘lavar dos cestos há vindimas’ e as ‘vindimas’ podem ser sempre boas para eles porque tem capacidade para ir buscar quem querem”, disse.

O jogo entre o Santa Clara e o Famalicão está marcado para as 15h30 (hora local), no Estádio de São Miguel, nos Açores.

O treinador João Pedro Sousa afirmou que o Famalicão quer vencer no regresso do clube à I Liga de futebol, 25 anos depois, frente ao Santa Clara, na primeira jornada.

O técnico, de 48 anos, realçou que o emblema minhoto está novamente “onde deve e merece estar” e disse querer assinalar o momento com um triunfo, nos Açores, no sábado, algo nunca conseguido pelo Famalicão nas jornadas inaugurais do principal campeonato nacional – tem seis participações.

“Recebemos o Santa Clara num dos jogos da pré-temporada [triunfo famalicense, por 2-1]. Logo aí verificámos uma equipa competente e competitiva. Vamos encontrar as melhores soluções para ultrapassar as dificuldades. (…) O nosso objetivo passa por ganhar o jogo”, disse.

A formação açoriana, acrescentou João Pedro Sousa, é “muito bem orientada” pelo treinador João Henriques, contando com “jogadores experientes” como o médio Bruno Lamas, que “podem resolver um jogo” em remates de meia distância ou com a qualidade no “último passe”, e com “jogadores na frente muito rápidos”.

O Famalicão começou oficialmente a época com um desaire caseiro diante do Sporting da Covilhã (2-0), no sábado, para a segunda fase da Taça da Liga, mas o treinador frisou que o plantel já “detetou” os erros cometidos, estando apto para os corrigir frente a um adversário que se apurou para a fase de grupos da Taça da Liga – venceu o Belenenses SAD, fora, por 1-0.

O ‘timoneiro’ dos minhotos realçou ainda que o grupo a seu cargo, com apenas cinco elementos que se sagraram vice-campeões da II Liga, está preparado “para enfrentar uma I Liga longa e difícil”, já que tem evoluído segundo um “processo natural” desde o começo da pré-época.

“Estamos melhores do que há seis semanas”, reiterou.

Contratado neste verão aos ingleses do Everton, onde era adjunto do também português Marco Silva, o técnico admitiu encarar com “normalidade” o seu primeiro desafio no escalão maior do futebol português, tendo ainda realçado que o “trabalho diário” da sua equipa técnica é “muito parecido” com o que fazia como adjunto de Marco Silva, desde 2012/13.

João Pedro Sousa disse também que a aquisição de Uros Racic, hoje confirmada, por empréstimo dos espanhóis do Valência, vai acrescentar “qualidade e competência” ao meio-campo da sua equipa.

Questionado sobre a saída de Feliz, extremo que, nesta semana, rumou ao Feirense, da II Liga, após ter realizado 28 jogos na época passada, o treinador revelou que o jogador “mostrou vontade de sair”, com uma “atitude honesta e frontal” perante o clube famalicense.

O Famalicão defronta o Santa Clara na jornada inaugural da I Liga de futebol, em jogo que se vai realizar no sábado, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, às 15h30 dos Açores.