PUB

“Queremos contribuir para mais e melhor economia, mais investimento e emprego. Não queremos perder os nossos jovens”, afirmou, hoje, em declarações à Lusa.

A candidata quer apostar “em todas as sinergias e parcerias possíveis” para atrair investimento e emprego, mas também para lutar contra a pobreza e exclusão social.

“Bateremos às portas das secretarias que tutelam a habitação, o emprego, a solidariedade social, faremos parcerias com as IPSS [Instituições Particulares de Solidariedade Social], a Diocese de Angra e todas as associações do concelho na resolução deste flagelo”, garantiu.

PUB

Para Sandra Garcia, uma câmara municipal não se pode limitar a “tratar da água, dos resíduos sólidos ou dos buracos nas ruas”, deve “negociar e mediar todo e qualquer assunto que influencie a qualidade de vida dos cidadãos”.

A cabeça de lista da coligação PSD-CDS-PPM promete uma atuação concertada com o outro município da ilha Terceira, a Praia da Vitória, em assuntos transversais à ilha, como os transportes ou a divulgação turística.

“Nestes últimos anos vimos duas câmaras municipais, que apesar de serem do mesmo partido, viraram as costas uma à outra. A Terceira perdeu, claro, força, por isso mesmo. Julgo que está na hora de mudarmos isto”, salientou.

Defendeu ainda um reforço da delegação de competências nas juntas de freguesia “devidamente acompanhada dos respetivos recursos financeiros”.

Sandra Garcia disse ter aceitado o convite com “sentido de grande responsabilidade, mas também de muito orgulho e alegria”, alegando que “a renovação é essencial”.

O PS lidera o município de Angra do Heroísmo há 24 anos, mas a candidata considera que “não há impossíveis”.

“Há algum comodismo, mas também alguma habituação, que nestas situações são expectáveis, mas eu vou a este desafio com garra. Eu não vou para fazer figura, eu vou para convencer os angrenses de que tenho um projeto e uma equipa que merecem o voto deles”, frisou.

Entre as propostas de Santa Garcia estão a criação de uma rede de creches e ateliês de tempos livres em todo o concelho, a criação de escolinhas de cultura, o combate efetivo às toxicodependências e a criação de cursos para cidadãos seniores, em parceria com a Universidade dos Açores e com as escolas profissionais.

Propõe ainda uma política integrada para estacionamento e trânsito no centro da cidade, a cobertura da Praça de Toiros da Ilha Terceira, a recuperação das comissões de cidadãos nas festas Sanjoaninas e o pagamento dos direitos de autor nas festas populares.

Licenciada em Relações Internacionais, Sandra Garcia foi deputada à Assembleia Legislativa dos Açores pelo PSD e é atualmente adjunta da secretária regional da Cultura, Ciência e Transição Digital do governo de coligação PSD-CDS-PPM, que tomou posse em novembro de 2020.

Desde 1997 que os socialistas lideram o município de Angra do Heroísmo, tendo conquistado, em 2017, cinco mandatos (54,23%), contra dois do PSD (30,37%). O CDS teve 7,59% dos votos.

O atual autarca, Álamo Meneses (PS), já confirmou a recandidatura a um terceiro mandato e o BE anunciou a candidatura do educador de infância Hugo Bettencourt.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.

Pub