Pub

O presidente do PSD, Rui Rio, disse hoje que António Costa é que sabe quem “mete dentro da sala”, em reação ao “insulto” de “nazizinho” que lhe foi dirigido por Rosa Mota.

“Eu nem vou conferir grande importância porque acho que é dar importância demais a quem a não deve ter, agora não é essa a forma de se fazer campanha, nem de fazer política, a minha não é e está provado que não é, mas o doutor António Costa é que sabe quem mete dentro da sala”, afirmou Rui Rio, à chegada à Figueira da Foz, no distrito de Coimbra.

O líder social-democrata referiu que a “campanha do PS e do doutor António Costa, toda ela está feita na base de tentar deturpar o que eu digo e não procurar defender as suas próprias propostas e quando defende as suas próprias propostas é um orçamento que chumbou e nem sei como é que ele o quer fazer passar no caso de ganhar as eleições, e depois chegam ao extremo de juntar numa sala um tipo de pessoas e o que sai de lá, desse tipo de pessoas, é que é um insulto, como é lógico”.

Personalidades culturais e desportivas criticaram hoje o desempenho do líder social-democrata, Rui Rio, enquanto presidente da Câmara Municipal do Porto, com Valter Hugo Mãe a acusá-lo de ter “trucidado a cultura” e Rosa Mota a apelidá-lo de “nazizinho”.

Esta posição foi transmitida hoje durante uma ação de campanha do secretário-geral do PS, António Costa, que discutiu com 15 personalidades independentes — que afirmaram todas que vão votar no secretário-geral do PS — temas como a cultura, o desporto, a investigação ou o ensino superior.

Pub