Pub

As buscas pelo praticante de mergulho de 16 anos desaparecido no mar desde segunda-feira, ao largo da ilha do Faial, nos Açores, foram retomadas hoje de manhã, anunciou a Autoridade Marítima Nacional.

Nas operações de busca, coordenadas pelo capitão do Porto e Comando-local da Polícia Marítima da Horta, estão empenhados uma embarcação da Estação Salva-Vidas da Horta, o navio NRP António Enes, da Marinha Portuguesa, e o navio de investigação NI Mário Ruivo, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), indica a informação divulgada.

O alerta para o desaparecimento do jovem de 16 anos, de nacionalidade francesa, foi dado pelas 15:30 locais (16:30 em Lisboa) de segunda-feira “através de um representante de uma empresa de atividades marítimo-turísticas”.

De acordo com a Autoridade Marítima, foi comunicado que “um dos praticantes de mergulho havia desaparecido enquanto alegadamente praticava a atividade do mergulho em apneia”, tendo de imediato sido “ativados para o local elementos do Comando-local da Polícia Marítima da Horta e da Estação Salva-Vidas para efetuar buscas”.

O jovem está “desaparecido no mar, a cerca de 10 milhas náuticas [aproximadamente 18 quilómetros] a sudoeste do extremo oeste da ilha do Faial “, lê-se no comunicado.

Pub