Em nota à imprensa, a deputada açoriana aborda uma notícia de hoje do jornal Açoriano Oriental, onde é referido haver a possibilidade de algumas esquadras na ilha de São Miguel encerrarem de noite, Berta Cabral diz que, a concretizar-se tal cenário, tal indica que “o Governo da República põe em risco a segurança da população de São Miguel, ao não cumprir a promessa de reforçar o número de agentes da PSP na ilha”.

“Por culpa deste Governo da República, os Açores estão a bater no fundo em matéria de segurança. Está-se a atingir o ponto de rutura em matéria de degradação dos serviços públicos do Estado na região”, prossegue a deputada social-democrata.

Para Berta Cabral, o Orçamento do Estado “não resolve” os problemas dos Açores, “o que fará com que os açorianos continuem a ser confrontados com o encerramento de importantes serviços do Estado, prejudicando as populações da região”.

O Açoriano Oriental sustenta que as ideias para a reorganização das esquadras de São Miguel já foram apresentadas ao Comando Regional da PSP dos Açores, e cita representantes sindicais que advogam ser necessária “pressão política” para impedir o fecho de esquadras à noite e também do programa “Escola Segura”, de vigilância em estabelecimentos de ensino.