“Recuperação da vinha do Pico é um bom exemplo de aplicação de Fundos Comunitários”, realça André Bradford

O candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio realçou, esta quinta-feira, o exemplo da recuperação da vinha da ilha do Pico como um “bom exemplo de aplicação de Fundos Comunitários”.

André Bradford falava na Madalena, após ter reunido com a direção da Cooperativa Vitivinícola do Pico (CVP).

Para o candidato socialista, os investimentos na vinha do Pico realizados nos últimos anos são “um dos melhores exemplos regionais entre a articulação de apoios e a economia tradicional”, lembrando que foi possível trazer pessoas para o setor, revitalizando a paisagem.

André Bradford lembrou que esta recuperação foi um “projeto político que teve início com o Governo Regional”, mas que se pôde “transformar e ganhar escala através dos Fundos Comunitários”.

Para o candidato do PS/Açores, 5º na lista do Partido Socialista às eleições Europeias, é “muito importante apresentar às instâncias Europeias projetos de sucesso financiados por Fundos Europeus”, porque se “deu certo comercialmente, na criação de emprego, no turismo e na própria promoção da paisagem do Pico, isso mostra à Europa que temos sido eficientes na aplicação dos fundos que nos foram atribuídos, que conseguimos gerar efeito multiplicador desses investimentos e que somos merecedores desses apoios”.

André Bradford garantiu que nos próximos anos irá “continuar a defender a manutenção dos Fundos Comunitários” para que projetos como o vinho do Pico possam “entrar numa fase de cariz comercial e de promoção fora das fronteiras da ilha e da Região” porque, acredita, “ainda há margem para crescer”.

“Com o surgimento de novas oportunidades económicas, como os projetos vocacionados para o enoturismo”, o socialista sublinhou “haver um setor económico que ganha pujança, que ganha capacidade e que se projeta para lá da ilha do Pico”.

“Os Fundos Comunitários dedicados às políticas tradicionais da União Europeia, em concreto a Política de Coesão, a Política Regional, a Política Agrícola Comum e a Política de Pescas, devem ser mantidos, pois a base da existência da União Europeia é precisamente a procura de uma coesão e de um equilíbrio entre os vários Estados-Membro”, defendeu o candidato do PS/Açores às eleições Europeias de 26 de maio, André Bradford.

Partilha