Pub

No âmbito da estratégia delineada  para esta esquadra quanto ao combate ao tráfico de estupefacientes, decorrendo uma  investigação na BIC de Lagoa, foi planeada uma operação de rusga que  resultou na detenção em flagrante delito dois homens, de 28 e 37 anos de idade, com laços familiares, pela presumível autoria de um crime de tráfico de estupefacientes e detenção de arma proibida e crime cometido com arma.

Para o efeito, foram desenvolvidas diligências policiais e processuais de forma a apurar os contornos associados a várias denúncias, as quais apontavam para a existência de uma acentuada atividade de tráfico de drogas sintéticas liderada por dois irmãos, panorama que decorria em zona próxima a um estabelecimento comercial no Porto dos Carneiros, na Lagoa, causando, por isso, forte constrangimento e indignação na comunidade, particularmente pelo número alarmante de toxicodependentes, provenientes de várias zonas da ilha de São Miguel, que ali se deslocavam para aquisição de diferentes tipos de droga, e simultaneamente abordar e exigir dinheiro aos turísticas presentes.

Na sequência das diligências dirigidas por um Magistrado do Ministério Público de Ponta Delgada, foi possível garantir um acervo de indícios probatórios da atividade ilícita desenvolvida pelos suspeitos, o que garantiu a detenção de ambos, em flagrante delito, no decurso de uma busca domiciliária. Da realização desta última diligência, foram recolhidas provas que indicia os suspeitos na referida atividade criminosa, designadamente a posse de:

  • – 14 doses de liamba,
  • – 2 (duas) doses de Alpha-PHP,
  • – 2 (duas) munições de arma de fogo,
  • – 1  uma matraca,
  • – 3 três armas brancas,
  • – 1 um instrumento portátil que, de acordo com as suas características, grau de perigosidade, fim a que se destina e a sua utilização é suscetível de ser classificado como arma da classe A,
  • –  40,00 euros em numerário e
  • – Vários utensílios relacionados com a atividade de traficância dos detidos.

O referido Porto dos Carneiros constituiu-se como um local de preocupação policial constante, daí que ali sejam desencadeadas, com regularidade, diversas operações policiais nas quais são identificados e abordados indivíduos suspeitos de atividades criminosas, tendo a Brigada de Investigação Criminal de Lagoa neste ano de 2022 procedido à detenção de 26 indivíduos suspeitos da prática do crime de tráfico de estupefacientes e crimes associados naquele porto de pescas.

Ambos os detidos serão ainda presentes à Autoridade Judiciária competente.

Pub