PSD defende ações para potenciar a posição geostratégica dos Açores

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, quer saber qual a estratégia política e o planeamento institucional do Governo “para conhecer e potenciar a posição geostratégica da Região”.

Numa pergunta dirigida ao Ministro dos Negócios Estrangeiros, o social democrata sublinha que a geocentralidade Atlântica dos Açores “cria oportunidades no domínio de várias temáticas, que em muito podem contribuir para o progresso da Região e de Portugal, pela criação de riqueza, emprego e atração de investimento externo”, adianta.

O parlamentar defende a produção “de conhecimento negociador”, capaz de avaliar “para onde vamos e como vamos. Ou melhor, capaz de identificar a previsibilidade destas oportunidades no mundo”, explica.

António Ventura recorda que, no Programa do XXII Governo Constitucional, “não existem referências aos Açores e à sua geocentralidade atlântica, nem à necessidade de estudar, avaliar e promover este ativo”, refere.

“Ora, esta é uma temática que não pode ser esquecida nas orientações do Governo, e que deve ser articulada com o Governo Regional dos Açores”, alerta.

O deputado açoriano do PSD na República considera que é um manifesto proveito se o Governo atuar “de forma institucional, política e jurídica, para saber, e de forma constante, das vantagens e dos desafios da posição geoestratégica e geopolítica dos Açores”.

“Além de que a valorização da posição geoestratégica dos Açores é essencial para posicionar a Região e Portugal no âmbito do investimento europeu e mundial, pois nenhum país ou região progride sem conhecimento”, destaca.

António Ventura conclui, referindo que a posição geográfica dos Açores “deve constituir a afirmação Autonómica no contexto europeu e internacional, uma situação que é sempre motivo de orgulho para Portugal”.