PUB

O PSD/Açores entregou no parlamento uma proposta para elevar São Mateus da Calheta, na ilha Terceira, à categoria de vila, iniciativa legislativa “subscrita por todos” os grupos e representações parlamentares, anunciou hoje o partido.

O deputado Paulo Gomes, que é também presidente da Junta de Freguesia de São Mateus da Calheta, no concelho de Angra do Heroísmo, destaca o “apoio unânime” da iniciativa legislativa, considerando ser revelador “do interesse da elevação em causa”, uma pretensão popular, tendo em conta uma petição que foi dirigida à Assembleia Legislativa Regional por “um conjunto de cidadãos eleitores”.

“Fica assim salvaguardada a legitimidade da reivindicação levantada pelos peticionários, que era uma aspiração antiga da população de São Mateus, e que se fundamenta no facto de a freguesia possuir um conjunto de equipamentos e instituições nos domínios cultural, económico, social e patrimonial que justificam a sua elevação à condição de vila”, sublinha Paulo Gomes, citado em comunicado.

PUB

O deputado salienta o interesse da elevação em causa, “significativa para a freguesia, para o concelho de Angra do Heroísmo, para a ilha Terceira e para a região, que vê assim valorizada mais uma das suas localidades”.

São Mateus da Calheta é uma freguesia costeira do concelho de Angra do Heroísmo, conhecida por ser uma localidade piscatória.

Além do seu porto de pescas, “o maior e mais importante foco de desenvolvimento económico piscatório da ilha, com uma orla bem enquadrada e de fácil acesso”, o deputado e presidente de junta destaca também a “riqueza histórica” de São Mateus.

“O valor social, cultural, desportivo, institucional e empresarial da freguesia foi também fundamental para a unanimidade verificada”, vinca o deputado social-democrata, citado no comunicado.

Com a sua elevação, a vila “passará a ter outra abrangência, outra responsabilidade e, naturalmente, um conjunto de outras ambições”, refere ainda o deputado, acrescentando que São Mateus “é a freguesia mais populosa do concelho de Angra do Heroísmo” e tem registado “um crescimento populacional contínuo”.

“Em 1981 tinha uma população residente de 2.929 pessoas e nos Censos de 2021 apresenta uma população residente de 3.789 pessoas”, assinala.

Têm assento no parlamento dos Açores PSD, PS, CDS-PP, PPM, BE, Chega, IL, PAN e o deputado independente Carlos Furtado (ex-Chega).

Pub