Pub

O candidato do PSD/Açores a Presidente do Governo afirmou, na ilha do Corvo, que o combate ao isolamento das ilhas mais pequenas do arquipélago deve ser feito com uma “política reformista ao nível dos transportes de passageiros e mercadorias”.

Para José Manuel Bolieiro, “esse isolamento não pode ser uma constante da vida das ilhas mais pequenas, quer ao nível do acesso à saúde, aos bens de consumo ou na própria mobilidade das pessoas”.

“É preciso ter uma política reformista, face à importância que tem em cada uma das nossas ilhas – e os corvinos sentem isso como ninguém – o transporte aéreo de passageiros. Assim como uma política renovadora no transporte de mercadorias, quer marítima quer aérea”, afirmou, no final de uma visita ao Corvo.

Segundo o líder social-democrata, “é cada uma das ilhas que faz os Açores, pelo que é importante considerar todas elas, da mais pequena à maior, tratando-as com igual dignidade”.

“Eu conto com todos. O projeto político do PSD/Açores sob a minha liderança é para contar com todos e com todas as ilhas”, garantiu.

O candidato social-democrata assumiu assim o compromisso de que, “connosco, a mudança será feita para sermos reformistas, e não para deixar tudo como está”.

José Manuel Bolieiro partilhou mesmo uma inscrição lida numa das paredes do Porto da Casa: “Coragem, Corvo”, que o inspirou no apelo a todos os açorianos: “Coragem para a mudança. A mudança é uma oportunidade e não um medo, e nela a democracia renova-se”.

“Quem se apresenta com um espírito reformista, procura fazer melhor”, afirmou, sublinhando a necessidade de mudar “não o que está bem, mas sim o que precisa ser aperfeiçoado. É este o meu compromisso para os Açores e é esta a responsabilidade do Luís Filipe Pimentel em representação do Corvo”, concluiu.

Pub