Pub

O líder parlamentar do PSD/Açores, Bruto da Costa, enalteceu hoje, no Dia da Região, as políticas do Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) e defendeu uma “reforma no relacionamento” da administração pública com a sociedade civil.

Falando no concelho da Lagoa, em São Miguel, na sessão solene do Dia da Região, João Bruto da Costa disse ser “fundamental” os Açores seguirem um caminho de “menos impostos e melhor administração”.

“Temos também de concretizar uma reforma no relacionamento da administração com a sociedade civil. Exige-se ao setor público eficiência e transparência, permitindo à sociedade empreender sem excesso de burocracia ou pequenos poderes a atrasarem decisões, muitas vezes de forma irreparável”, declarou.

O social-democrata defendeu que as “famílias e as empresas têm de estar sempre no centro” da ação dos “decisores políticos”.

“E isso está a ser feito, com a aposta na regularização de carreiras, na estabilização de quadros, no reforço de vínculos permanentes e na valorização profissional dos açorianos”, prosseguiu, referindo-se às políticas do executivo açoriano.

Bruto da Costa disse ser necessário “prosseguir políticas promotoras da criação de emprego”, considerando “fundamental” combater a pobreza e a exclusão social.

“Por um melhor futuro para os Açores e para os açorianos é importante que este rumo reformista não seja revertido. Defendemos uma autonomia pujante, capaz de trazer aos Açores o desenvolvimento que todos almejamos”, assinalou.

O Dia da Região Autónoma dos Açores foi instituído pelo parlamento açoriano em 1980, através do Decreto Regional n.º 13/80/A, de 21 de agosto, para comemorar a açorianidade e a autonomia.

A data, feriado regional, é celebrada na segunda-feira do Espírito Santo.

As cerimónias deste ano decorrem no Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, contando com intervenções do presidente do Governo dos Açores, do presidente da Assembleia Legislativa e das representações e grupos parlamentares.

Na sessão solene, vão ser ainda atribuídas 27 condecorações a personalidades e instituições.

Pub