Numa nota de imprensa, divulgada após uma visita de Carlos Ferreira ao Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, o deputado açoriano aponta como prioridades do PSD a “valorização do bombeiro dos Açores”, bem como a “dotação das condições necessárias às associações de bombeiros voluntários para desempenharem as suas importantes missões”.

Além disso, acrescenta, é igualmente necessário “consolidar e modernizar o sistema regional de Proteção Civil”.

Na nota, Carlos Ferreira realça ainda a “confiança que existe” na região devido aos investimentos projetados para a Proteção Civil, que estão assentes numa “cada vez maior valorização dos seus intervenientes”.

Entre esses investimentos, encontra-se a aquisição, este ano, de veículos de combate a incêndio e de ambulâncias, bem como as conclusões das requalificações dos quartéis de bombeiros no arquipélago, destaca o deputado social-democrata.

“A atividade de Proteção Civil representa uma componente fundamental para a segurança das nossas populações e, para além do trabalho que tem sido realizado pela região, são vários os desafios que se apresentam nesta nova legislatura”, lê-se no comunicado.

A 29 de março, o secretário regional da Saúde e Desporto do Governo dos Açores, Clélio Meneses, disse que o serviço de Proteção Civil na região irá ter um orçamento de cerca de 2,4 milhões de euros em 2021.

“Há uma transferência de despesas correntes da região para a Proteção Civil de 860 mil euros que completam o orçamento global da Proteção Civil de cerca de 2,4 milhões de euros, sendo que o remanescente é através de receitas próprias, nomeadamente de seguros”, declarou então o governante.

O primeiro Plano e Orçamento do Governo Regional formado em coligação entre PSD, CDS-PP e PPM, e que conta com um apoio de incidência parlamentar do Chega e da Iniciativa Liberal, vai ser discutido e votado na próxima sessão plenária do parlamento açoriano, entre 20 e 23 de abril.