PS viabiliza Orçamento da Câmara Municipal de Ponta Delgada para 2020

Vítor Fraga

“Os vereadores eleitos pelo Partido Socialista na Câmara Municipal de Ponta Delgada viabilizaram o Orçamento para 2020, depois de intensas negociações com o Presidente da autarquia e após este ter assegurado que, contrariamente ao que inicialmente pretendia, a edilidade irá cumprir, com os compromissos assumidos e aprovados para 2020, em sede de negociação e aprovação do Orçamento Municipal para 2019”, anunciou Vítor Fraga à margem da reunião camarária, que se realizou esta quarta-feira, na qual ficou aprovado o Plano e Orçamento para 2020, viabilizado pelo PS.

Vítor Fraga esclareceu, a propósito, que “desde a primeira hora que deixamos claro que o PS só podia viabilizar novamente o Orçamento Municipal se, o presidente da autarquia recuasse na decisão de não honrar os compromissos assumidos. Não basta apregoar a seriedade e a ética na política.  É essencial honrar os compromissos assumidos e, por isso, o PS não podia abdicar dos pressupostos que motivaram o acordo que possibilitou a aprovação do orçamento municipal do ano passado”, reiterou o vereador socialista.

Para Vítor Fraga, o acordo agora alcançado permite desbloquear o orçamento para o próximo ano. “Foi muito importante o trabalho desenvolvido nas últimas semanas porque, na verdade, a incapacidade de liderança e a gritante falta de concretização por parte da atual maioria no executivo camarário, estava manifestamente a ferir de morte a credibilidade do município e a prejudicar deliberadamente, não o PS, mas sim os munícipes de Ponta Delgada que irão beneficiar dos projetos agora contemplados”.

Os vereadores socialistas sustentam ainda que “como toda a gente certamente compreenderá, não se podia esperar que o PS viabilizasse o Orçamento para 2020, se a autarquia mantivesse a sua intransigência e um elevado grau de incumprimento face ao que havia sido anteriormente aprovado nos documentos previsionais “.

Assim, e perante a intenção inicial de José Manuel Bolieiro de reduzir a dotação orçamental ou até mesmo retirar dos documentos previsionais 2020-2023, um conjunto de compromissos assumidos, os   Vereadores do PS bateram-se para que o Presidente da Câmara recuasse e cumprisse com os compromissos assumidos nomeadamente:

  • Construção de um parque de estacionamento no centro da freguesia das Feteiras
  • Construção do Centro Sócio Pastoral dos Remédios da Bretanha.
  • Requalificação da Sede da Liga dos Amigos da Covoada.
  • Ampliação do Cemitério de São Roque.
  • Construção de Centro Polivalente de Serviços dos Ginetes.

“No decorrer desta negociação, aquilo que sempre propusemos foi que a Câmara Municipal cumprisse com os compromissos assumidos no âmbito da negociação do Orçamento para 2019, compromissos esses que foram assumidos perante os cidadãos de Ponta Delgada e que não podiam, portanto, ser agora esquecidos ou novamente protelados por manifesta incapacidade de gestão e de liderança da maioria que governa a cidade e o concelho”, defendeu Vítor Fraga.

Para além disso, os vereadores socialistas asseguraram que os documentos previsionais 2020-2023 contemplam um conjunto de novas propostas apresentadas pelo PS que contribuem para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos do concelho.

As novas propostas apresentadas pelo Partido Socialista prendem-se, segundo Vítor Fraga, com a “requalificação de espaços urbanos, criação de zonas de estacionamento, construção de equipamentos sociais e requalificação da rede viária de diversas freguesias de Ponta Delgada”.

Recorde-se que nas eleições autárquicas de 2017, o PS venceu na maioria das juntas de freguesia do concelho tendo, por isso, maioria na Assembleia Municipal de Ponta Delgada.