PUB

O PS/Açores questionou hoje o Governo Regional sobre os prejuízos causados nos portos da Região, na sequência da passagem da depressão ‘Efrain’, em dezembro, e quais as “diligências” desencadeadas para apoios no âmbito do Fundo de Calamidade Europeia.

A passagem da depressão provocou nos Açores dezenas de ocorrências, nomeadamente no porto das Lajes das Flores, cujo molhe já tinha ficado destruído na sequência da passagem do furacão Lorenzo, em 2019.

Em comunicado, o PS informa que os deputados do socialistas no parlamento açoriano questionaram hoje o Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) sobre “em que portos da região se verificaram prejuízos” na sequência da passagem da depressão ‘Efrain’ pelo arquipélago e que “diligências foram tomadas” pelo presidente do Governo “no sentido de apresentar uma candidatura ao Fundo de Calamidade Europeia para apoio a esses prejuízos”.

PUB

José Eduardo, deputado eleito pelo PS pelo círculo eleitoral da ilha das Flores, recorda declarações do diretor regional da Mobilidade, a 14 de dezembro.

Nestas declarações, “os açorianos ficaram a saber que os estragos no porto das Lajes das Flores e outras infraestruturas portuárias dos Açores devido ao mau tempo, estão estimados em cerca de 25 milhões de euros” e, no caso específico do porto das Lajes das Flores, foi apontada “uma estimativa no montante de 20 milhões de euros, isto sem quantificar as obras de emergência para proteger a ponte-cais”, lê-se na nota do PS.

O parlamentar aponta que “nunca se chegou a confirmar”, nem “pela secretária Regional da tutela, Berta Cabral, ou pelo Presidente do Governo” se o executivo iria candidatar os prejuízos a fundos externos, apesar de “já ter decorrido uma sessão de trabalhos parlamentares”.

Pub