Pub

O PS/Açores pediu hoje a audição urgente da secretária do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas do governo açoriano e do presidente da SATA na Assembleia Regional, devido ao “agravamento das contas” da companhia aérea.

Em comunicado, os socialistas avançam que submeteram um requerimento para uma “audição urgente” na comissão de Economia do parlamento açoriano da secretária regional Berta Cabral e do presidente do conselho de administração da SATA, Luís Rodrigues, sobre o “agravamento das contas da companhia”.

Os socialistas evocam os dados do primeiro semestre do ano da Azores Airlines (empresa do grupo responsável pelas ligações do arquipélago com o exterior), “que evidenciam um agravamento dos prejuízos de 36,6 para 47,7 milhões de euros, quando comparados com o primeiro semestre de 2021”.

O PS alerta que aqueles dados “contrariam as notícias que foram tornadas públicas de que a empresa estaria em recuperação” e podem “colocar em causa” o “cumprimento” do plano de reestruturação da SATA.

Segundo o partido, o “requerimento foi aprovado por maioria, apesar dos votos desfavoráveis do PSD e CDS-PP”.

Na sexta-feira, também o BE/Açores alertou que as contas da companhia aérea SATA mostram “um prejuízo de 47,7 milhões de euros relativo à Azores Airlines” e que “houve uma diminuição significativa dos resultados positivos na SATA Air Açores”.

A 01 de agosto, foi anunciado que o grupo SATA obteve no primeiro semestre receitas consolidadas de 107,9 milhões de euros, um crescimento de 51,4% em relação ao mesmo período de 2021 e de 15,2% em relação ao mesmo período de 2019.

Numa nota enviada às redações, a companhia aérea açoriana informou que este valor “passa a constituir o melhor primeiro semestre em termos de receita desde que há registos consolidados”.

Os números assinalam “a recuperação do tráfego pós-pandemia” de covid-19 e, por consequência, a “recuperação da atividade turística, fundamental para a Região Autónoma dos Açores”, sublinhou então a companhia.

O grupo, que integra a SATA Air Açores (responsável pelas ligações aéreas entre as nove ilhas) e a Azores Airlines (ligações de e para fora do arquipélago), revelou também que o número de passageiros transportados pelas companhias “duplicou em relação ao primeiro semestre de 2021 e ficou apenas 2,3% abaixo do primeiro semestre de 2019”.

Pub