Projeto ‘Terceira Tech Island’ está a crescer rapidamente, afirma Sérgio Ávila

O projeto ‘Terceira Tech Island’ (TTI), idealizado há pouco mais de um ano, está a crescer rapidamente, com novas empresas de programação, com créditos firmados, a instalarem-se na Praia da Vitória, afirmou hoje o Vice-Presidente do Governo.

Sérgio Ávila falava, na Praia da Vitória, na cerimónia de inauguração das novas instalações da empresa Bring, que conta com 18 programadores formados localmente no âmbito do TTI e pretende atingir 50 a curto prazo.

O governante sublinhou que este ato simbólico de inauguração é muito mais do que isso, “é a confirmação de que estamos a mudar para melhor a vida de muitas pessoas”.

“Particularmente, hoje é um dia de homenagear aqueles que tiveram a coragem, a determinação e a visão de acreditar no TTI’, vincou, referindo-se aos programadores formados e em formação no âmbito deste projeto, que garantem o essencial que as empresas procuram, ou seja, “a qualidade dos recursos humanos”, elemento essencial na competitividade.

Sérgio Ávila teve também uma palavra de apreço para as empresas que apostaram neste projeto, salientando que, “do centro da Praia da Vitória já se trabalha para muitos países, em vários continentes’, com oito empresas já instaladas e mais de uma centena de postos de trabalho criados.

‘Mas, se os resultados do primeiro ano superaram as nossas expectativas, vamo-nos concentrar no futuro’, afirmou, adiantando que estão em fase de conclusão de formação mais 44 programadores, de forma a dar resposta a novas empresas, e outros vão iniciar em breve o curso, “porque não queremos parar”.

“O nosso limite será sempre ultrapassado com a capacidade e a capacitação dos Açorianos que vencerem estes desafios’, frisou Sérgio Ávila.

O Vice-Presidente referiu que, há pouco mais de um ano, quando foi criado este projeto, “nenhum de nós pensaria” que neste curto espaço de tempo estejam criados “mais de cem postos de trabalho e, particularmente, termos a convicção plena de que iremos criar mais centenas de postos de trabalho ao longo dos próximos tempos”.

“Acho que fizemos a aposta certa, na estratégia correta, para que a Praia da Vitória, a Terceira e os Açores tenham um ‘hub’ tecnológico que possa, num espaço de tempo curto, anular a redução dos efeitos da redução na Base das Lajes’, salientou Sérgio Ávila

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial