Programa Cultural “Verão nas Freguesias” com várias iniciativas até novembro

O Programa Cultural “Verão nas Freguesias”, iniciativa da Câmara Municipal de Ponta Delgada, prossegue nas várias parcelas do concelho, prolongando-se até final de outubro com vários concertos e exposições.

Assim, a 2 de agosto, na freguesia dos Remédios, terá lugar o concerto pela Orquestra Ligeira de Ponta Delgada. O concerto coincide com a Festa de Nossa Senhora dos Remédios.

A mesma orquestra atuará a 3 de agosto, às 20h00, no lugar da Várzea dos Ginetes (Festa de Jesus, Maria e José) e a 5 daquele mês, às 21h30, na Relva (Festa de Nossa Senhora das Neves).

A 12 de agosto, também às 21h30, a Orquestra Ligeira de Ponta Delgada atua na Fajã de Baixo (Festa de Nossa Senhora dos Anjos) e a 2 de setembro, à mesma hora, no Livramento (Festa de Nossa Senhora do Livramento).

O concerto da Orquestra Ligeira de Ponta Delgada nos Arrifes, será a 3 de setembro, às 21h30 (Festas de Nossa Senhora dos Milagres).

A 4 de setembro, ainda às 21h30, a Orquestra Ligeira de Ponta Delgada atua no Pilar (Festa de Nossa Senhora do Pilar).

A exposição Reservas Municipais “Um olhar nos legados…” está patente no Centro Cultural dos Fenais da Luz até 9 de setembro e até 10 deste mesmo mês na Junta de Freguesia das Capelas.

Até 11 de setembro, a mesma exposição estará patente no Centro Cultural de Santo António e até 13 de setembro na Junta de Freguesia da Candelária.

A Junta de Freguesia dos Ginetes tem patente Reservas Municipais “Um olhar nos legados…” de 31 de julho a 16 de setembro e a das Sete Cidades de 18 de julho a 17 de setembro.

“Ponta Delgada em Objetiva 2016”, da AFAA (Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores) está patente junto à Igreja das Sete Cidades, no Largo do Tanque nos Ginetes, no Largo da Igreja da Candelária e no Largo da Igreja das Feteiras até 19 de julho.

A mesma exposição ficará também patente, mas entre 9 de agosto e 13 de setembro no Largo da Igreja da Covoada e no Largo da Saúde, Arrifes.

“Ponta Delgada em Objetiva 2016” estará ainda patente entre 13 de setembro e 10 de outubro no jardim da Relva e na Praia das Milícias, em São Roque.

De 4 a 25 de outubro, a referida exposição poderá ser apreciada no jardim da Fajã de Baixo e no jardim da igreja da Fajã de Cima, enquanto de 25 de outubro a 15 de novembro no lado norte da igreja do Livramento.

Entretanto, a exposição “O tempo é que manda” de Pedro Andrade estará patente, de 18 de setembro a 21 de outubro, no Centro Cultural dos Fenais da Luz.