Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

Os principais edifícios públicos açorianos vão estar abertos para visitas na segunda-feira, Dia da Região, iniciativa que “pretende reforçar a ligação dos açorianos às instituições autonómicas”, anunciou hoje o parlamento dos Açores.

Numa nota informativa, a presidência da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores informa que, à semelhança dos últimos anos, os edifícios poderão ser visitados entre as 15:00 e as 18:00 locais (16:00 e 19:00 em Lisboa).

Trata-se de uma iniciativa conjunta da Assembleia Legislativa Regional e do Governo dos Açores, para assinalar o Dia da Região Autónoma dos Açores.

A iniciativa visa “reforçar a ligação dos açorianos às instituições autonómicas e, simultaneamente, valorizar a preservação patrimonial”, lê-se na nota.

Vão abrir portas para visitas, o edifício sede do parlamento e os jardins da residência oficial da presidência da Assembleia Legislativa, na Horta, ilha do Faial.

Poderão também ser visitados os edifícios sede da presidência do Governo Regional, nomeadamente o Palácio de Sant’Ana, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, o Palácio dos Capitães-Generais, em Angra do Heroísmo, na Terceira, e a Colónia Alemã, na Horta.

As comemorações no Palácio de Sant’Ana contam ainda com o acesso livre ao jardim, entre as 10:00 e as 18:00.

Haverá ainda um concerto de harpa e flauta, junto ao lago, às 16:30, num momento musical organizado em colaboração com o Conservatório Regional de Ponta Delgada.

A sessão solene comemorativa do Dia da Região Autónoma dos Açores vai decorrer na segunda-feira, pelas 10:30, no Auditório do Nonagon, no concelho da Lagoa, ilha de São Miguel, segundo anunciou na quinta-feira o parlamento dos Açores.

De acordo com nota de imprensa do parlamento, a sessão solene, que regressa ao seu formato presencial após dois anos de pandemia de covid-19, terá início com a intervenção dos representantes dos grupos e das representações parlamentares da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Segue-se a intervenção do presidente do Governo Regional dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM), José Manuel Bolieiro (PSD), e do presidente do parlamento, Luís Garcia.

Serão impostas pelos presidentes da Assembleia Legislativa e do Governo Regional 26 Insígnias Honoríficas Açorianas, que visam distinguir cidadãos e pessoas coletivas “que se notabilizarem por méritos pessoais ou institucionais, atos, feitos cívicos ou por serviços prestados à região”.

Na sessão de segunda-feira serão atribuídas sete Insígnias Autonómicas de Reconhecimento, três de Mérito Profissional, três de Mérito Industrial, Comercial e Agrícola e 13 Insígnias Autonómicas de Mérito Cívico.

As comemorações da efeméride são uma organização conjunta da Assembleia Legislativa e do Governo Regional, na sequência da instituição do Dia da Região Autónoma dos Açores, pelo parlamento açoriano, em 1980, através do Decreto Regional n.º 13/80/A, de 21 de agosto, para “comemorar a açorianidade e a autonomia”.

Pub