Alexandre Fonseca falava em Ponta Delgada, São Miguel, após uma audiência com o presidente do Governo açoriano, destacando que a empresa vai levar a cabo “um conjunto de investimentos na Região Autónoma dos Açores relacionados com as redes de fibra ótica, em particular, e também com a modernização da rede móvel, duas áreas extremamente importantes”.

“Aquilo que será mais sentido pelo consumidor e cidadão diretamente tem a ver com os investimentos nas redes”, afirmou, acrescentando que “a rede de fibra ótica da Altice Portugal “já cobre cerca de 65% da população açoriana”, cobertura que “será alargada durante os próximos 18 meses”.

Segundo explicou, “até final de 2019 cerca de 100 mil lares açorianos das nove ilhas terão acesso a fibra ótica da empresa”, o que significa uma cobertura na região superior a 82% da população, investimentos que “irão melhorar não só o bem-estar das pessoas como também a competitividade das empresas”.

No caso da rede móvel, o responsável assegurou que esta “vai continuar a ser modernizada”, desta vez com enfoque “na ilha de São Miguel e também na Terceira”, embora a rede da empresa “já cubra quase 100% da população dos Açores”.

Mas, “através do alargamento da rede 4G [quarta geração] e também desta vez a expansão da rede 4G+, a nova rede lançada há cerca de seis meses, vamos também, nos próximos meses, fazer chegar a Ponta Delgada (São Miguel), Angra do Heroísmo, Praia da Vitoria (Terceira) e à Horta (Faial)”, disse.

O presidente executivo da Altice Portugal avançou ainda que a empresa vai investir “cerca de três milhões de euros nos cabos submarinos”, sendo que o primeiro investimento já está a decorrer “e estará concluído durante a primeira metade de 2018”, sendo referente ao reforço da capacidade do cabo inter ilhas.