Presidente distingue Associação Ephemera como membro honorário da Ordem do Mérito

José Pacheco Pereira e Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, atribuiu hoje as insígnias de membro honorário da ordem de Mérito à Associação Cultural Ephemera, destacando que aquela entidade é “o triunfo de um coletivo”.

O anúncio foi feito pelo chefe de Estado durante a cerimónia de encerramento das comemorações dos 10 anos da Associação Cultural Ephemera, que decorreu no Barreiro (distrito de Setúbal).

Hoje, a Ephemera inaugurou também um novo polo onde está disposto espólio doado à associação, no Parque Empresarial da Baía do Tejo, também no Barreiro.

Marcelo Rebelo de Sousa entregou a condecoração a José Pacheco Pereira, mas assinalou que esta organização e o seu trabalho é “o triunfo de um coletivo” que está a ajudar a “construir Portugal”.

De acordo com o ‘site’ da Presidência da República, a Ordem do Mérito “destina-se a galardoar atos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, que revelem abnegação em favor da coletividade”.

José Pacheco Pereira agradeceu “este reconhecimento do mérito” da associação que fundou e brincou, acrescentando, “sem nenhuma arrogância, que é merecido”, não por sua causa, mas pelo esforço das pessoas que ajudam a que a Ephemera seja uma realidade.