“Uma referência para o Jornalismo da Região Autónoma, Gustavo Moura construiu, desde os tempos de comentador desportivo no “Açores” às mais de duas décadas como diretor do “Açoriano Oriental”, uma longa carreira em prol da Informação nas ilhas e foi, enquanto correspondente do Diário de Lisboa, mas também da BBC e da France Presse, uma voz atenta e autodidata sobre os Açores para o resto do mundo. Condecorado em 2001 com a Ordem do Mérito, conquistou o respeito e a amizade dos seus conterrâneos”, refere Marcelo numa nota no portal da Presidência da República na Internet.

Marcelo Rebelo de Sousa endereça ainda condolências à família de Gustavo Moura, que morreu na segunda-feira aos 85 anos no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

De janeiro de 1979 a junho de 2000, Gustavo Moura foi diretor do jornal Açoriano Oriental.