Presidente da Academia que atribui os Óscares investigado por assédio sexual

O presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, que atribui os Óscares, John Bailey, está a ser investigado por assédio sexual, avançou hoje a revista norte-americana Variety.

Segundo aquela revista, numa notícia publicada no seu ‘site’, a Academia recebeu na quarta-feira três queixas de assédio sexual e abriu imediatamente um inquérito.

Em comunicado, citado pela Variety, a Academia afirma que “trata qualquer queixa confidencialmente para proteger todas as partes”.