PUB

O próximo dia 8 de dezembro marca a abertura oficial do Presépio Tradicional da Lagoa, a partir das 18h00.

Este presépio estará patente no Convento de Santo António, integrado no Núcleo museológico do Presépio do Museu de Lagoa-Açores, sendo uma oportunidade para todos quantos queiram, poderem apreciar uma tradição que marca a índole lagoense.

PUB

O presépio é da autoria de Emanuel Maré e reúne, também, figuras de barro, concebidas e moldadas à mão por vários bonecreiros lagoenses, como é o caso de António Amaral, João Arruda, Maria de Fátima Varão, José Morais e Ângelo Vicente, bem como dos já falecidos António Morais, António Bilhete, António Branquinho, João Paiva, Carlos Pacheco e Arsénio Moniz.

O Presépio Tradicional da Lagoa terá mais de meio milhar de figuras de barro, destacando-se não apenas pelos materiais usados na sua composição ou valor iconográfico e artístico, mas essencialmente pela sua vertente etnográfica na representação das vivências populares açorianas e características da paisagem micaelense.

Para além do tema principal serão visíveis costumes, tradições, manifestações religiosas, construções, a apanha de chá, a atividade piscatória, as caldeiras das Furnas, as romarias, entre outras representações.

De salientar que a Lagoa possui uma forte tradição na arte bonecreira, uma arte que remonta à segunda metade do século XIX. Com a abertura de fábricas de cerâmica no concelho de Lagoa, dá-se o surgimento desta importante arte popular – a moldagem de bonecos de presépio, que é iniciada por Luís Gouveia, com a criação de inúmeras peças de temática regional por influência do pintor Domingos Rebelo, do escritor e etnógrafo Armando Côrtes-Rodrigues e do etnólogo Francisco Carreiro da Costa. Esta arte é difundida por funcionários das fábricas em pequenas oficinas domésticas, onde são produzidas figuras de presépio, pelos designados bonecreiros da Lagoa.

Aliás, a singularidade desta “arte bonecreira”, que ainda hoje persiste no concelho de Lagoa, assume-se, assim, como um grandioso património da identidade lagoense, mantendo-se viva graças aos artesãos que dão vida a esta arte.

De referir que, o Presépio Tradicional da Lagoa poderá ser visitado durante todo o ano, de segunda-a-sexta-feira, no horário de inverno, entre as 9h30 e as 17h30, e, no horário de verão, entre as 10h00 e as 18h00. Durante a quadra natalícia e em horário extraordinário, nos dias 8, 10, 11, 17, 18 e 26 de dezembro, 7 e 8 de janeiro de 2023, entre as 16h00 e as 19h00.

Pub