Presença de empresas açorianas na Feira Internacional de Cabo Verde constitui oportunidade para reforçar exportações

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que a participação de cerca de uma dezena de empresas açorianas na XXIII Feira Internacional de Cabo Verde, que hoje termina, constitui uma oportunidade para dar a conhecer produtos agroalimentares e reforçar as exportações para este país.

“Do ponto de vista do Governo dos Açores, existem todas as condições para estreitarmos os laços comerciais com a República de Cabo Verde, pela proximidade, pelo bom relacionamento institucional, pelos laços históricos e pelos interesses comuns no âmbito da Macaronésia”, salientou João Ponte.

Para o Secretário Regional, que falava à margem da visita a explorações agrícolas no município de São Domingos, na Praia, a presença de empresários açorianos na Feira Internacional de Cabo Verde é um passo importante para fortalecer esses laços comerciais.

A feira, com o tema ‘Cabo Verde, uma economia de circulação no Atlântico médio’, conta com empresas açorianas ligadas à produção de doçaria, chá, iogurtes, compotas, queijo, mel, aperitivos e equipamentos agrícolas.

João Ponte reafirmou a disponibilidade do Governo dos Açores para ajudar os empresários a incrementar a exportação para Cabo Verde de produtos agroalimentares, onde a Região tem tradição, produção e qualidade reconhecida.

Relativamente às explorações agrícolas visitadas, João Ponte disse serem exemplos claros do trabalho que tem vindo a ser feito para modernizar e tornar o setor agrícola em Cabo Verde mais produtivo, rentável e sustentável.

“Podem contar com todo o nosso conhecimento e experiência para trilhar o caminho do progresso ao nível do setor agrícola, no âmbito do projeto ‘Semear, Colher e Vender’, que envolve os Grupos de Ação Local (GAL) dos Açores e os governos dos Açores e Cabo Verde.”, assegurou João Ponte.