Prémios de Música Portuguesa nos EUA vão ser apresentados de forma virtual

Os Prémios Internacionais de Música Portuguesa, marcados para 25 de abril em New Bedford, Estados Unidos, vão ser apresentados apenas de forma virtual, devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje a organização.

A festa de prémios International Portuguese Music Awards (IPMA), que iria ser apresentada pela atriz Daniela Ruah, com participação de artistas de oito países e com performances ao vivo dos artistas portugueses Aurea, Dino D’Santiago, GNR e Miguel Gameiro, fica assim cancelada e será adaptada para apresentação virtual.

“Para nós, não há maior prioridade do que a saúde, segurança e bem-estar de toda a audiência, equipas de produção, nomeados, intérpretes e de toda a comunidade”, escreve a organização em comunicado.

Segundo os organizadores, trata-se de “terreno desconhecido e um período extremamente difícil” e pede-se cuidado e “entreajuda”.

O formato virtual é apenas temporário e será explicado com detalhes em breve, refere o comunicado.

Os IPMA juntam todos os anos centenas de portugueses e lusodescendentes, residentes nos EUA, com artistas de vários países, na cidade de New Bedford.

Os nomeados deste ano, anunciados na segunda-feira, são, na maioria, de Portugal, EUA e Canadá. Incluem-se concorrentes da França, Países Baixos, Brasil, África do Sul e Malásia.

As categorias a concurso são de melhor vídeo musical, canção do ano, canção instrumental, música internacional, tradicional, popular, fado, dança, rap ou hip-hop, rock e pop.

A categoria de “Novo talento”, para a qual eram nomeados João Moniz e Capapparda, ambos de Portugal, não se vai realizar este ano, porque dependia da avaliação, ao vivo, de profissionais da indústria musical.

No ano passado, os IPMA juntaram um público de cerca de mil pessoas, numa sala de espetáculos de New Bedford, uma localidade portuária onde vivem muitos imigrantes portugueses e lusodescendentes, principalmente dos Açores e da Madeira.

Os IPMA de 2019 receberam os artistas convidados Rita Guerra, Sam The Kid, João Pedro Pais e Nuno Bettencourt.

Em edições anteriores, os IPMA juntaram também Boss AC, Diogo Morgado, Xutos e Pontapés, Carlão, Daniela Mercury, Marco Paulo, Pedro Abrunhosa, Olavo Bilac, Rita Redshoes e outros.