Praia da Baixa d´Areia interditada esta época balnear

Na sequência das derrocadas que afetaram a arriba da praia pequena da Baixa d´Areia no início do ano, as quais implicaram, como medidas preventivas, a interdição do acesso pedonal a esta praia e da faixa de rodagem de saída do parque de estacionamento, a Câmara Municipal de Lagoa, em coordenação com a Direção Regional dos Assuntos do Mar, solicitou ao Laboratório Regional de Engenharia Civil uma avaliação da estabilidade dos taludes de toda a área balnear da Baixa d´Areia.

Decorrente dessa avaliação, que identificou “um conjunto de sintomas potenciais de gerar queda de blocos”, a Câmara Municipal de Lagoa e a Direção Regional dos Assuntos do Mar irão executar as recomendações emanadas pelo Laboratório Regional de Engenharia Civil para a minimização do risco geomorfológico e, sobretudo, para salvaguarda da segurança dos utentes daquele espaço.

A interdição definitiva da faixa de rodagem com sentido poente-nascente e do acesso pedonal à praia pequena serão materializados, no imediato, através da construção de um muro de proteção/guarda numa localização mais interior e pela colocação de sinalização apropriada.

Em relação à praia da Baixa d´Areia, as medidas aconselham que se faça o saneamento controlado dos blocos rochosos e posterior estabilização do talude. Atendendo à complexidade desta intervenção, a Câmara Municipal de Lagoa e a Direção Regional dos Assuntos do Mar entendem que a mesma deve ser suportada por um estudo geológico e geotécnico – o qual está a ser desenvolvido por um gabinete especializado – implicando, contudo, que até à execução da intervenção de estabilização e sobretudo pela salvaguarda da segurança dos utentes, a prática balnear nesta praia ficará interdita.