PR/Espanha: Marcelo elogia Felipe VI como “símbolo excecional de unidade e de visão”

O Presidente da República elogiou hoje o rei de Espanha, Felipe VI, considerando-o “um símbolo excecional de unidade, de visão, de cultura e de humanidade”, num discurso em que voltou a apelar à defesa da democracia na Europa.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no último dia da sua visita de Estado a Espanha, numa sessão solene na Universidade de Salamanca, que celebra os seus 800 anos, no início da qual o coro universitário cantou “Acordai”, com letra de José Gomes Ferreira e música de Fernando Lopes Graça.

A meio do seu discurso, quando falava da Europa, o chefe de Estado aproveitou o título daquela-canção heroica para lançar um apelo: “Acordai para a defesa da liberdade e dos direitos humanos, acordai para a crença no Estado de direito, acordai para a convicção nos valores da democracia”.

“Temos, pois, de ter a coragem de defender a vitalidade destas ideias, que formam o rico património imaterial da Europa”, acrescentou o Presidente da República, que na terça-feira fez um discurso nas Cortes Gerais de Espanha dedicado à democracia, defendendo que é preciso lutar por ela “todos os dias” e “recriá-la sem cessar”.

Hoje, no final da sua intervenção em Salamanca, exaltou a sua “gloriosa universidade” e deixou “a última palavra” para o rei de Espanha: “Para agradecer o ser um símbolo excecional de unidade, de visão, de cultura e de humanidade que todos nós admiramos”.