Potencial geoestratégico da Terceira em debate na “Conferência do Mar”

A Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo promove esta sexta-feira, dia 26 de janeiro, a Conferência do Mar, que terá lugar na Academia da Juventude e das Artes da Ilha Terceira.

Integrada no ciclo de conferências “Competitividade e Cooperação”, este evento terá como principal objetivo discutir estratégias que potenciem a importância geoestratégica da ilha Terceira, arquipélago dos Açores, no panorama nacional e internacional, para dois clusters com grande potencial: turismo e logística.

O primeiro painel abordará justamente o potencial geoestratégico da região, em concreto da ilha Terceira, nas designadas autoestradas marítimas. Com recurso à partilha de case studies locais recentes, a temática da logística marítima focar-se-á ainda no que deverá ser feito para que este potencial possa ser aproveitado, além da partilha de estratégias logísticas aplicadas no território nacional.

Ricardo Félix, Presidente da Logistema; João Manuel Vargas, Diretor Geral dos Portos da Terceira e Graciosa; Vítor Caldeirinha, Professor de Gestão Portuária, Shipping&Port serão os primeiros oradores, após a abertura de Sandro Paim, Presidente da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo

A PRAIA DA VITÓRIA NA ROTA DOS CRUZEIROS
Mas a posição geográfica da Ilha Terceira apresenta também um enorme potencial em termos turísticos, designadamente para o turismo de cruzeiros.

A este nível o Primeiro-Ministro António Costa referiu recentemente que “o Turismo de Cruzeiros tem condições únicas do ponto de vista geoestratégico para ser uma área de franco crescimento”.

O segundo painel forcar-se-á no Porto da Praia da Vitória, procurando compreender-se como poderá ser desenvolvida esta tipologia de turismo e que estratégias deverão ser implementadas para captação de cruzeiros.

Este painel contará com o contributo Tibério Dinis, Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória; Pedro Silva, Administrador da Portos dos Açores e Ricardo Ferreira (Diretor Geral da Lisbon Cruise Terminals).

Finalmente, no terceiro painel a abordagem será dividida em duas partes: a primeira com uma temática de ordenamento do território, visto que as cidades portuárias têm características muito especificas e necessárias adaptações; a segunda com a componente da formação e qualificação de pessoal para desempenhar funções essenciais em cidade portuárias. João Figueira de Sousa, da Faculdade Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova Lisboa e Fernando Cruz Gonçalves da Escola Náutica Infante D. Henrique serão os oradores convidados neste painel.