Postos de Trabalho do Hotel da Graciosa integralmente salvaguardados

O contrato de cedência de utilização do Hotel da Graciosa foi celebrado em 2009 com o Inatel, Fundação de utilidade pública, em virtude de esta ter uma vasta experiência no setor de hotelaria e turismo, designadamente na exploração de unidades hoteleiras, organização de viagens e promoção turística.

Beneficiando deste modo os Açores, com a integração na rede de unidades de férias geridas pela fundação Inatel, potenciando assim o encaminhamento dos fluxos turísticos gerados por esta entidade através da sua promoção já consolidada.

A decisão da alteração da gestão do Hotel da Graciosa foi da exclusiva responsabilidade da Fundação Inatel, tal como afirmado pelo seu Presidente e comunicado com mais de um ano de antecedência à empresa Janelas da Natureza, a sua intenção de não renovação, com o conhecimento da Ilhas de Valor, S.A.

Reafirma-se que todos os trabalhadores da empresa responsável pela gestão e exploração do Hotel da Graciosa, têm os seus postos de trabalho assegurados, bem como todos os direitos contratualizados com aquela empresa até à data.

Nos termos do acordo do contrato celebrado em junho de 2009, como contrapartida da cedência de utilização e cessão de exploração a fundação Inatel, comprometeu-se ao pagamento de 20% dos resultados líquidos obtidos, apurados em cada ano.

A venda do Hotel, será sempre uma hipótese a considerar no futuro, desde que constitua uma mais-valia para a ilha Graciosa e para a Ilha de Valor.