Pub

A seleção portuguesa de futebol venceu hoje a Suécia por 2-0, em Solna, na segunda jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, com um ‘bis’ de Cristiano Ronaldo, que ultrapassou os 100 golos.

No Friends Arena, em Solna, o ‘capitão’ Cristiano Ronaldo marcou aos 45 e 72 minutos, o primeiro de livre direto, para o 100.º golo na seleção ‘AA’, em 165 jogos, num embate que os suecos jogaram com 10 desde os 44, por expulsão de Gustav Svensson.

O conjunto das ‘quinas’ lidera o agrupamento, com seis pontos, os mesmos da campeã mundial França, que hoje bateu em Saint-Denis a Croácia por 4-2, enquanto suecos e croatas continuam a zero. A 11 de outubro, Portugal joga em França.

Ronaldo chega aos 101 golos e fica a oito de Ali Daei

Cristiano Ronaldo ultrapassou hoje em Solna, frente à Suécia (2-0), a histórica barreira dos 100 golos pela seleção das ‘quinas’, colocando-se, com 101, a apenas oito do recordista mundial, o iraniano Ali Daei.

No dia em que cumpriu a sua 165.º internacionalização ‘AA’, o ‘capitão’ luso, de 35 anos, inaugurou o marcador aos 45 minutos, na execução exemplar de um livre direto, e marcou o segundo aos 72, em novo grande remate de fora da área.

Cristiano Ronaldo, que se tornou apenas o segundo jogador da história a atingir 100 golos por uma seleção, está mais perto do recorde absoluto, os 109 de Ali Daei, atualmente com 51 anos e que teve como ponto alto da carreira a passagem pelo Bayern Munique, em 1998/99.

Ronaldo “muito feliz” por ultrapassar 100 golos pela seleção portuguesa

Cristiano Ronaldo disse hoje estar “muito feliz” pela vitória portuguesa em Solna, frente à Suécia (2-0), na Liga das Nações, e por ter chegado aos 101 golos pela equipa principal de Portugal.

“Estou muito feliz, por a equipa ter ganhado, que era um objetivo que queríamos, por continuar um caminho que temos feito nos últimos anos e dos últimos jogos. Claro que chegar aos 100 e depois 101 golos, com dois golaços, deixa-me muito feliz”, explicou, na ‘flash interview’ após a partida.

No dia em que cumpriu a sua 165.º internacionalização ‘AA’, o capitão luso, de 35 anos, inaugurou o marcador aos 45 minutos, na execução exemplar de um livre direto, e marcou o segundo aos 72, em novo grande remate de fora da área.

Pub