PUB

O treinador do Portimonense disse hoje que os algarvios querem vencer na receção de sexta-feira ao Santa Clara para “inverter” o ciclo negativo de três derrotas consecutivas na I Liga portuguesa de futebol.

“É um ciclo que queremos inverter. Queremos ganhar os três pontos. É sempre essa a nossa ambição e amanhã [sexta-feira] não fugirá à regra. Será mais uma batalha difícil depois de uma semana de trabalho à procura de arranjar soluções para sermos mais proativos e eficazes”, afirmou Paulo Sérgio, na antevisão à partida da 16.ª ronda.

Os algarvios levam também quatro partidas seguidas sem ganhar em casa na I Liga – o último triunfo no Municipal de Portimão (1-0 ao Desportivo de Chaves) remonta a 16 de setembro do ano passado –, ainda que, durante a pausa para o Mundial2022, tenham batido o Sporting da Covilhã na condição de visitados, mas para a Taça da Liga.

PUB

À procura dos três pontos “que andam a fugir”, o técnico espera que os seus jogadores sejam “mais competentes”, particularmente no capítulo da finalização.

“Andamos à procura de soluções para inverter essa situação. Já tivemos alturas em que criámos imenso e não estivemos eficazes e é um facto que, nos dois últimos jogos, na segunda parte frente ao Casa Pia e na Luz [contra o Benfica], ficámos muito aquém daquilo que queremos e podemos fazer”, sublinhou.

Sobre a mudança no comando técnico do Santa Clara – Jorge Simão sucedeu a Mário Silva –, Paulo Sérgio admitiu que, nestes casos, “há sempre uma mudança de estado de espírito”.

“O novo timoneiro saberá o que há de fazer para alertar e trabalhar o seu grupo, mas nós focamo-nos naquilo que somos capazes de fazer e num conjunto de características que o adversário tem. Tem belíssimos jogadores, é uma equipa que não está satisfeita com a sua situação classificativa e que quererá dar a vida para conseguir um bom resultado”, acrescentou o técnico dos algarvios.

O Portimonense, 11.º classificado, com 19 pontos, recebe na sexta-feira o Santa Clara, 15.º, com 13, no Estádio Municipal de Portimão, às 20:15, com arbitragem de Rui Costa (Porto).

Pub