Pontilha promove aula aberta de teatro no dia 13 de janeiro no Teatro Ribeiragrandense

A Pontilha está a promover uma aula aberta de teatro no dia 13 de janeiro de 2018, das 10h às 12h, no Teatro Ribeiragrandense.

O grupo de teatro da Pontilha existe há cerca de 30 anos e já levou a cena espetáculos como o ‘Papão e o Sonho’, de José Jorge Letria; ‘O Segredo da Abelha’, de Ricardo Alberty; ‘Ivone, a princesa da Borgonha’, de Witold Gombrowicz com encenção de Pedro Penim; ‘O Jardim das Pessoas Futuras’, encenação de Maria Simões; ‘SOMNIUM’, de André Melo; ‘A PROCURA’, concepção e encenação de André Melo e “SER PESSOA”, a partir de Fernando Pessoa, uma criação de André Melo e Maria João Gouveia.

Ao longo dos anos o grupo trabalhou com Gina Tocchetto, António Terra, Pedro Penim, Belarmino Ramos, Rafaela Salvador, Sandra José, Maria Henrique, Rodrigo Saraiva, Pedro Giestas, Filipe Crawford e Mariana Lemos.

Já pisou os palcos de todos os teatros dos Açores e, em 2004, representou Portugal no Festival de teatro Infanto-juvenil de Toulouse, França.

A entrar numa nova fase da sua existência, o grupo procura jovens actores dos 16 aos 25 anos para integrarem o próximo projecto. Desta forma, a Pontilha convida os interessados a participarem nesta aula com André Melo para perceberam a sua metodologia bem como os objectivos a médio e longo prazo.

Não é necessária experiência prévia para participar nesta aula que tem admissão gratuita, mas as inscrições são limitadas e devem ser realizadas através do email apontilha@gmail.com

Foto: Alvaro Miranda | André Melo

Nota Biográfica de André Melo

André Melo nasceu em São Miguel em 1985 onde, desde muito cedo, despertou o gosto pelas artes performativas. Fez parte do Grupo de Teatro Amphitheatrum e mais tarde da Pontilha. Fez também parte do Grupos de teatro Open Space Studio e 2ªCircular em Lisboa. Desde sempre, apostou muito na formação artística, concluindo diversos cursos e formações profissionais.. Já entrou em mais de 30 peças de teatro, nos Açores e Continente português e já encenou mais 10 espetáculos. A pedagogia e a formação artística são o seu maior foco e preocupação, daí trabalhar com crianças e jovens desde 2004. Desde 2010 que, para além de actor e encenador, André Melo tem vindo a produzir todos os eventos da associação Pontilha. Já produziu diversos workshops, exposições e espetáculos. Dos vários eventos, destacam-se as 6 edições da “Noite do Sketch”; as 4 edições do projeto “Música Bebé!”, com apresentações no Teatro Ribeiragrandense, Micaelense e Pavilhão do Mar e o espetáculo infantil “Caixinhas”. Espetáculos de teatro como o “SOMNIUM”, apresentado no Teatro Ribeiragrandense, Micaelense e Angrense, “Não chove de baixo para cima” vindo do continente, ou “A PROCURA”, com apresentações no Teatro Ribeiragrandense, Faialense e Micaelense. Encenou e produziu, a par com Maria João Gouveia, o espectáculo de teatro e dança SER PESSOA e esteve em regime de residência artística no Arquipélago- Centro de Artes Contemporâneas com o projecto “MUSIQUIM”.  Com o colectivo DU-DÉ-DU, lançou o primeiro CD de música infantil, original, feito nos Açores por Açorianos e já conta com concertos no Tremor, Teatro Micaelense, Ribeiragrandense, Coliseu Micaelense e Jardim Sagres Fest. Em 2017 foi selecionado para o Curso DABO DOMO – Formação Imersiva em Arte Para a Infância na Fundação Gulbenkian.

Ao longo de quase 15 anos, já teve a oportunidade de trabalhar e ser dirigido por artistas como Gina Tocchetto, António Terra, Pedro Penim, Belarmino Ramos, Sandra José́, Maria Henrique, Rodrigo Saraiva,  Pedro Sena Nunes, Jorge Parente, Pedro Ramos, Claus Nymark, Paula Oliveira e Pedro Moreira.