PUB

Ponta Delgada vai ser Capital Portuguesa da Cultura em 2026, o que vai permitir à Câmara Municipal dar “sequência aos ambiciosos” projetos do para o setor cultural da cidade açoriana, revelou hoje a autarquia.

“Seremos a Capital Portuguesa da Cultura em 2026 e daremos a melhor sequência aos nossos ambiciosos e já traçados planos para mobilizar o setor cultural e criativo da cidade, projetando o nome e a cultura de Ponta Delgada e também dos Açores à escala nacional”, afirmou o presidente do município, Nascimento Cabral, citado em nota de imprensa.

Aquando do anúncio da Capital Europeia da Cultura, que recaiu sobre Évora, o ministro da Cultura anunciou que Portugal vai passar a ter, a partir de 2024, anualmente, uma Capital Portuguesa da Cultura, cujas três primeiras já estão escolhidas – Aveiro, Braga e Ponta Delgada.

PUB

Hoje, a autarquia açoriana revelou que “a ordem alfabética acabou por ditar que Aveiro assumiria o título em 2024, com Braga a ser Capital Portuguesa da Cultura em 2025 e Ponta Delgada em 2026”.

O social-democrata Pedro Nascimento Cabral defendeu que a “cultura é um pilar estratégico de Ponta Delgada”, lembrando que o município vai receber dois milhões de euros do Governo da República, na sequência da escolha para capital nacional da cultura.

Segundo o autarca, aquela verba vai permitir “apoiar a estratégia em curso para afirmar Ponta Delgada como um destino turístico de excelência, fazendo da oferta cultural um dos seus principais atrativos”.

Ponta Delgada como capital da Cultura em 2026 valoriza “o empenho e carinho” colocados no projeto Ponta Delgada – Azores 2027, dando “um renovado ímpeto à já assumida missão de democratizar a cultura” e conferindo à maior cidade dos Açores “dinâmicas culturais emergentes e inovadoras”, acrescentou.

A Câmara revela que, “durante o período da candidatura a Capital Europeia da Cultura, o município investiu um total de 354 mil euros em 2021, estando por apurar o montante global investido no ano de 2022″.

Pub