Pub

Uma pinça de travão é um elemento importante de um sistema de travagem a disco que serve para apertar e proteger as pastilhas, garantindo sua mobilidade na frenagem. Existem atualmente 2 tipos de braçadeiras de freio disponíveis: flutuantes e fixos.

As braçadeiras flutuantes geralmente incluem uma, às vezes com pistões localizados no solo em um lado do disco de travão. O alojamento do bico é fixado ao suporte fixado ao eixo cortado com parafusos. As pastilhas de freio são instaladas no suporte.

Molas especiais são usadas para prender as pastilhas dentro dos slots guia. Quando o pedal do freio é pressionado, o pistão sai do cilindro e exerce pressão interna nas pastilhas de freio. Depois disso, o suporte se move ao longo dos pinos-guia e pressiona a inserção externa no disco.

Foto tirada em pecasauto24.pt

DICAS PARA O USO CORRETO DE PINÇAS DE TRAVÃO

– Limpe e lubrifique os elementos do travão e verifique a condição de proteção contra poeira de borracha sempre que você trocar as pastilhas de freio ou a cada 6 meses. Substitua os elementos de vedação não pressurizados imediatamente.

– Mude a tempo o líquido de travão. É higroscópico, portanto, o conteúdo de água aumenta significativamente com o tempo. Isso afeta a eficiência da frenagem e faz com que os pistões sofram corrosão por dentro.

– Combine os lubrificantes com o modelo específico do seu carro. Pastas especiais antidesgaste contendo cobre ou molibdênio são normalmente usadas para lubrificar sapatas de freio, molas de compressão e o lado externo das pastilhas de freio.

– Evite o estilo agressivo de condução. Ao conduzir em estradas sinuosas nas montanhas, não pode deixar de aplicar os travões com frequência. No entanto, em situações normais, é aconselhável evitar partidas e paradas repentinas. Isso ajudará a evitar o superaquecimento do sistema de travagem.

– Para desacelerar ou prevenir a corrosão, aplique uma tinta especial resistente ao calor na braçadeira. A superfície deve primeiro ser alisada com lixa e desengordurada. O revestimento de pintura não apenas protegerá a braçadeira contra desgaste, mas também fará seu carro se destacar.

DIAGNÓSTICO E REPARO

É importante inspecionar o equipamento, avaliando o estado de todo o sistema de freio todos os meses. Você pode tentar acelerar o carro até 80 quilômetros por hora (certifique-se de que o carro esteja liso e seco). Logo, pisa no pedal do freio com força. Se você ouvir chiados ou aranhas e a rota do freio ficar distorcida, há problemas no sistema. Certifique-se de que a unidade está engraxada e que todos os componentes funcionam corretamente.

As pinças quebram com frequência, curiosamente a frente mais que a traseira. Recomenda-se não os substituir imediatamente, mas repará-los após consultar especialistas. O componente sairá e o líquido de freio e se for aceito se retirado no mais alto. Após a calibração do abrasivo, as pastilhas são substituídas. Se pinças não puder ser reparada, ela deve ser substituída na oficina.

Pub