Pub

Até setembro, foram descarregados nas nove ilhas da região mais de 10 milhões de quilos (10.048.506) de pescado, mais 55,6% do que nos primeiros nove meses de 2020, em que se contabilizaram 6.458.389 quilos.

As descargas em 2021 já superaram mesmo o valor de todo o ano de 2020 (7.615.888 quilos), indica o documento consultado pela Lusa.

Esse crescimento deve-se sobretudo ao aumento de descargas nos meses de julho, agosto e setembro. Só nesses três meses contabilizaram-se 7.19.483 quilos.

No mês de setembro, cujos dados foram revelados hoje pelo SREA, as descargas mais do que triplicaram, em comparação com o período homólogo, passando de 796.608 quilos para 2.676.573 (mais 236%).

Pub

A ilha de São Miguel, a maior do arquipélago, é a que regista, até agora, mais descargas de pescado em 2021, com 4.335.812 quilos, seguindo-se a ilha do Pico, com 3.499.798, e a ilha Terceira, com 858.934 quilos.

Com exceção de Corvo e Santa Maria, todas as ilhas registaram um crescimento nas descargas de pescado, entre janeiro e setembro deste ano.

Na ilha do Pico, as descargas mais do que duplicaram nos primeiros nove meses do ano, passando de 1.316.276 para 3.499.798 (mais 165,9%).

Pub