Jan van Zanen divulgou  um vídeo em que disse estarem confirmados três mortes e nove feridos, vítimas dos tiroteios esta manhã em vários pontos da cidade holandesa de Utrecht.

O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, já condenou os tiroteios e disse que as autoridades policiais estão a inclinar-se para a possibilidade de se tratar de um “ataque terrorista”.

A polícia informou que procura Gokman Tanis, um homem de 37 anos, nascido na Turquia, suspeito de estar ligado aos tiroteios.

Uma unidade anti-terrorista está ainda a investigar um Renault Clio de cor vermelha, encontrado abandonado num bairro residencial de Utrecht, que pode ter servido para transportar o autor ou autores dos tiroteios, segundo informações de jornais locais.

As autoridades anunciaram, entretanto, que passaram o nível de ameaça para o grau cinco, o mais elevado, na província de Utrecht.