Pub

(Notícia atualizada) Uma explosão numa das vias pedonais mais populares de Istambul matou hoje pelo menos seis pessoas e feriu 53, segundo um primeiro balanço das autoridades

“Segundo as primeiras informações, seis pessoas perderam a vida e 53 ficaram feridas na explosão que ocorreu na Avenida Istiklal”, escreveu o governador de Istambul, Ali Yerlikaya, no Twitter, acrescentando que os feridos estão a ser tratados.

A causa da explosão, que ocorreu por volta das 16:20 (13:20 GMT) na Avenida Istiklal, é ainda desconhecida.

Segundo a agência de notícias estatal Anadolu foram já designados cinco promotores de justiça para investigar a explosão.

O Conselho Supremo de Rádio e Televisão, órgão que vigia os órgãos de comunicação social na Turquia, impôs uma proibição temporária de relatos sobre a explosão — uma medida que impede as emissoras de exibir vídeos do momento da explosão ou das suas consequências.

O mesmo órgão já tinha imposto proibições semelhantes no passado, após ataques e acidentes.

Em imagens difundidas nas redes sociais, ouve-se o momento da explosão, acompanhado de chamas e desencadeando imediatamente um movimento de pânico.

Uma grande cratera negra também é visível nestas imagens, assim como vários corpos no solo nas proximidades.

Outras imagens mostraram ambulâncias, carros de bombeiros e da polícia no local.

Utilizadores das redes sociais disseram que as lojas foram fechadas e a avenida encerrada.

A Turquia foi atingida por uma série de atentados mortais entre 2015 e 2017 cometidos pelo grupo Estado Islâmico e grupos curdos.

Nesse período, a Avenida Itstiqlal foi atingida por um ataque reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, que matou quase 500 pessoas e feriu mais de 2.000.

Pub