Pub

O deputado do PSD/Açores Paulo Moniz solicitou hoje a audição, na Assembleia da República, da direção da RTP/Açores, após a “falta de respostas” por parte do presidente do conselho de administração da empresa sobre a situação do centro regional da rádio e televisão públicas.

“Há 15 dias que o senhor presidente do conselho de administração tinha conhecimento desta audição. Era nossa expetativa que pudesse ter apresentado os números relativos à RTP/Açores, mas não o fez. O aspeto do financiamento é fundamental para perceber o modelo de funcionamento da RTP/Açores, as carências que existem e o que pode ser feito para as suprir”, afirmou Paulo Moniz.

O parlamentar social-democrata falava na Comissão de Cultura e Comunicação, durante uma audição a Nicolau Santos, presidente do conselho de administração da RTP.

“Tínhamos a firme expetativa que nos viesse mostrar os números que consubstanciam o eventual défice financeiro da exploração da RTP/Açores, para que pudéssemos quantificar do que estamos a falar. Esta falta de respostas impediu-nos de fazer uma análise mais aprofundada da realidade da RTP/Açores”, disse.

Pub

Para Paulo Moniz, “é fundamental que a RTP/Açores tenha correspondentes efetivos em todas as ilhas da Região, pois só assim se pode dar cumprimento integral às obrigações do serviço público de rádio e televisão”.

“A questão dos correspondentes em todas as ilhas não tem de estar no contrato de concessão do serviço público de rádio e de televisão entre o Estado e a RTP. Os correspondentes têm é de possuir um vínculo laboral permanente com a RTP, fazendo a sua aprendizagem dentro da empresa”, defendeu.

Segundo o deputado social-democrata, “esta singularidade dos Açores, que é diferente da Madeira e do continente, obriga a uma resposta adequada, independentemente do que venha a ser o contrato de concessão do serviço público”.

“O corpo de profissionais da RTP/Açores faz milagres para cumprir o serviço público a que está obrigado. Ao fim de 45 anos, as administrações da RTP já deveriam ter percebido que a RTP/Açores tem de ter meios adequados e recursos humanos em todas as ilhas, pois tem a mesma importância o que se passa na Graciosa, nas Flores ou em São Miguel”, frisou.

O deputado do PSD/Açores acrescentou que, além do papel em termos informativos e culturais, a RTP/Açores “tem uma função fundamental ao nível da segurança das populações”.

“Quando há um sismo, uma derrocada ou uma tempestade é a RTP/Açores que garante a difusão das importantes mensagens dos serviços de Proteção Civil. Esta missão extravasa, em muito, aquilo que é o normal serviço público no território continental”, afirmou Paulo Moniz.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Pub