Partilha de cerca de 13.000 sopas do Espírito Santo no sábado a partir do meio dia no Campo de São Francisco

Este sábado, 13 de julho, a partir do meio dia, no Campo de São Francisco, serão distribuídas cerca de 13.000 sopas do Espírito Santo a todos aqueles que quiserem fazer parte das festividades organizadas pela Câmara Municipal de Ponta Delgada em honra da terceira pessoa da Santíssima Trindade.

Trata-se de um dos momentos altos das Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada que aliam as vertentes popular, religiosa e identitária do nosso povo.

Aliás, partilha é palavra de ordem nestas festividades que envolvem as Mordomias e as Juntas das 24 freguesias de Ponta Delgada, encerrando os Impérios de todo o concelho.

A distribuição das sopas do Divino revelam a importância de manter uma tradição secular que só possível graças à generosidade dos doadores e das centenas de voluntários que colaboram na realização das festas, que vão já no 16º ano consecutivo.

Reza o povo que a receita das sopas do Espírito Santo inclui “uma pitada de tradição, poderios de voluntários, uma punhado de solidariedade, partilha a gosto e uma nisca de alegria”. A confeção passa por “juntar todos os ingredientes, adicionar a família e os amigos, dividir com amor, e saborear com respeito e moderação”.

À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, são esperadas milhares de pessoas no Campo de São Francisco, entre a população de São Miguel e das restantes ilhas dos Açores, emigrantes e turistas, muitos dos quais se deslocam propositadamente para participar nas Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada.

Além de constituir um momento de partilha, a distribuição das sopas apresenta-se também como uma oportunidade de grande confraternização entre os comensais.

As sopas serão servidas por agrupamentos de escuteiros, apoiados, uma vez mais, por funcionários da Câmara de Ponta Delgada.

Como sempre, será instalada uma mesa à volta do Campo de São Francisco para que os milhares de convivas possam sentar-se e saborear as sopas.