Parlamento espanhol chumba Orçamento e pressiona PM a antecipar eleições

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol

O parlamento espanhol votou hoje em Madrid contra o projeto de Orçamento para 2019 do Governo minoritário socialista, o que pode forçar o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, a marcar eleições antecipadas.

Os partidos independentistas catalães, que foram decisivos para a subida ao poder de Pedro Sánchez em junho passado, votaram agora ao lado da oposição de direita na devolução ao executivo da totalidade das contas de Estado.

O chefe do Governo e vários dirigentes socialistas têm afirmado que, sem orçamento, a legislatura, que deveria terminar em meados de 2020, seria “encurtada”.