O parlamento dos Açores aprovou hoje por unanimidade um voto de pesar pela morte de Manuel Rita, antigo presidente da Câmara Municipal do Corvo e “pilar” da identidade da ilha, segundo o texto votado.

O texto, subscrito por deputados de vários partidos, definiu o antigo autarca como um “guardião incansável das memórias e tradições” do Corvo, ilha que hoje tem cerca de 460 habitantes.

Manuel Rita, que morreu no sábado, foi presidente da Câmara Municipal do Corvo entre 1993 e 2001 e entre 2009 e 2013, sendo proprietário do único hotel da ilha.

Foi o responsável por obras como a estrada que liga a vila ao monumento natural do Caldeirão, por a ilha ter sido a primeira dos Açores a ter saneamento básico e ser o primeiro concelho do país a ter painéis solares em todas as casas para o aquecimento de água.

O antigo autarca emigrou para os Estados Unidos em 1973, tendo regressado em 1990 e vencido as eleições autárquicas em 1991.

Manuel Rita foi condecorado pelo Presidente da República com a comenda da Ordem do Mérito Empresarial – Classe do Mérito Industrial em 2014.