PUB

O papa Francisco assinou hoje o decreto que dá o primeiro passo para o processo de beatificação de Luiza Andaluz, fundadora da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima.

Segundo a Santa Sé, o papa reconheceu “as virtudes heroicas” de Maria Langstroth Figuera De Sousa Vadre Santa Marta Mesquita e Melo (Luiza Andaluz), nascida a 12 de fevereiro de 1877 em Marvila e falecida em Lisboa a 20 de agosto de 1973.

O reconhecimento das “virtudes heroicas” é um passo central no processo que leva à proclamação de um fiel católico como beato, penúltima etapa para a declaração da santidade.

PUB
Pub