PUB

A Visit Azores, anterior Associação de Turismo dos Açores (ATA), vai eleger novos órgãos sociais, na sequência da demissão dos atuais, e readmitir os associados fundadores, entre os quais o Governo Regional, foi hoje anunciado.

Os órgãos sociais da Visit Azores apresentaram demissão coletiva hoje, “em conformidade com o disposto nos estatutos da associação”, mas a direção demissionária “assegura o funcionamento da associação até ao ato eleitoral”.

O anterior Governo Regional, socialista, aprovou em junho de 2018 uma resolução a autorizar o processo de desvinculação da Região Autónoma dos Açores da condição de associada da ATA, o que se concretizou em dezembro.

PUB

Em outubro desse ano, o então presidente do executivo, Vasco Cordeiro, afirmou querer um esclarecimento “total” em relação às suspeitas de corrupção na Associação de Turismo dos Açores, investigadas pelo Ministério Público.

Em fevereiro de 2019, a Polícia Judiciária anunciou a realização de buscas por suspeitas de “fraude para a obtenção de subsídio, peculato, falsificação de documentos e participação económica em negócio” na ATA, tendo sido constituídas arguidas cinco pessoas.

A ATA, responsável pela promoção turística dos Açores, com base em acordo financeiros celebrados com o Governo Regional, deu lugar à Visit Azores para que fosse possível, com novos estatutos, reintegrar o Governo dos Açores e a SATA, seus fundadores.

Em 06 de maio do ano passado, o Governo dos Açores, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, referiu ter a intenção de voltar a integrar a ATA, tendo sido promvovida uma revisão dos estatutos do organismo com os empresários, segundo disse à Lusa, na altura, fonte da Secretaria Regional do Turismo.

Segunda-feira, a mesa da assembleia geral da Visit Azores convocou duas assembleias gerais, a primeira, agendada para o 24 de janeiro, que terá como ponto único na ordem de trabalhos a readmissão dos associados fundadores da Visit Azores, entre os quais se incluem o Governo Regional dos Açores e a SATA.

A segunda assembleia geral foi convocada para 24 de fevereiro e os trabalhos incidirão sobre a discussão e aprovação do relatório e contas de 2022, a discussão e aprovação do plano de atividades e orçamento para 2023, bem como a eleição dos novos órgãos sociais.

Os atuais órgãos sociais da Visit Azores foram eleitos para o triénio 2019-2022, permanecendo no exercício de funções desde 20 de maio de 2022, altura em que o mandato terminaria.

Pub