Opinião: Tiago Matias | A Coragem de Perseverar

Vivemos tempos extraordinários, que acabaram por se prolongar de forma extraordinária. 2021 não trouxe, como ingenuamente queríamos acreditar, uma solução mágica para a Pandemia.

Vivemos tempos extraordinários, que acabaram por se prolongar de forma extraordinária. 2021 não trouxe, como ingenuamente queríamos acreditar, uma solução mágica para a Pandemia.

De facto, ao que tudo aponta, continuaremos neste registo de “confina/desconfina” pelo menos até ao Verão.

Os tempos exigem Liderança e Coragem. Liderança para definir rumos claros e estratégias bem definidas para confinar ao máximo – não as pessoas – mas o vírus.

Liderança para ser o porto seguro de todo um conjunto de pessoas, Açorianos, nesta ou naquela área, que todos os dias dão o seu melhor.

Coragem para Preservar, na medida do possível, o nosso modo de vida, os nossos hábitos quotidianos, a nossa vivência em Comunidade e a nossa Economia.

E aqui não posso deixar de realçar a Coragem dos nossos empresários que, praticamente contra tudo e contra todos, continuam a desenvolver as suas atividades, procurando não deixar cair as suas atividades empresariais e não enviar para o desemprego os seus colaboradores.

Há algo que não deixa de me surpreender; é que apesar de todas as condicionantes que atravessamos, não há quem deixe de apostar, de criar novos negócios, de gerar novos postos de trabalho.

Se isto é verdade para os empresários, não é menos verdade para aqueles que – por um motivo ou por outro – acabaram por cair no desemprego. Todos os dias assisto também, essencialmente nas redes sociais, a gente que procura trabalho. Nem sempre da melhor forma, é certo, mas na maior parte dos casos sempre com grande motivação de encontrar uma vaga que os satisfaça e onde podem ser úteis.

Tudo isto manifesta aquilo que sempre foi a base de se ser Açoriano: a Coragem de Perseverar. Enquanto aguardamos pela vacina, façamos de 2021 um ano de recuperação e de retoma da normalidade.