Opinião: Rui Teixeira | O PCP, o Paulo e o Futuro

Há uma semana, soubemos que Jerónimo de Sousa irá deixar a função que desempenha, e que irá ser proposto Paulo Raimundo para Secretário-Geral do PCP. Tive a sorte de conhecer o Paulo Raimundo há mais de duas décadas. Já na altura juntava vontades como poucos. Apesar de não estudar no Ensino Superior, passou dezenas de horas a lutar contra os problemas desses estudantes: propinas, cantinas, falta de ação social escolar, desinvestimento no Ensino Superior já eram problemas graves. Era isto que o Paulo fazia e será isto que vai continuar a fazer: dar o melhor de si, sem esperar nada em retorno, para melhorar a vida de outros. Haverá alguma coisa mais nobre?

Como se isso fosse pouco, é difícil, muito difícil, encontrar-lhe defeitos. Simpatia e empatia difíceis de igualar, rapidez de análise, compreensão pelos problemas pessoais e coletivos, capacidade para unir vontades, para construir a unidade na diversidade de opiniões, valorizando cada um e confiando nas capacidades e nas contribuições de todos.

O Jerónimo sairá de secretário geral do PCP com a mesma riqueza que tinha antes. Não irá para nenhum conselho de administração de nenhuma grande empresa, porque não viveu a fazer favores. E tenho a certeza que com o Paulo Raimundo acontecerá o mesmo. Porque ninguém vem para o PCP para enriquecer ou melhorar a sua vida pessoal.

E parece ser aqui que começaram algumas confusões. Talvez porque vivemos num tempo em que, na comunicação social e nas redes sociais, se promove o individualismo e o egoísmo, se valoriza o que é imediato e efémero, as ideias simplistas, mesmo que sejam falaciosas ou mesmo completamente falsas. Vende-se a aparência e ignora-se a substância. Prefere-se o ilusionismo e as ilusões aos compromissos e às ações reais.

Ouvi alguns comentadores e jornalistas a dizer que, apesar de não conhecerem o Paulo Raimundo, havia outros nomes melhores. Não percebem o disparate que dizem: se não conhecem, como podem dizer que é pior? Ouvi outros dizer que é má escolha por ser pouco conhecido, esquecendo que há muito tempo que o Paulo tem assumido altas responsabilidades no PCP, tendo participado em vários comícios e dado várias conferências de imprensa. Mas talvez seja isso: como esses jornalistas estavam mais ocupados a promover a extrema direita, o PS e o PSD, não tiveram agenda para ouvir o Paulo falar, em março, da inflação brutal e da perda do poder de compra. Também não o ouviram no comício do centenário do PCP. Afinal, são só 100 anos. E como conhece bem as dificuldades dos cidadãos anónimos, não pode ser comentador televisivo. Ainda dizia verdades incómodas.

Li ainda alguns artigos de jornalistas que achavam poder dizer qual era o desafio do Paulo. Desde o combate à extrema direita, ou inverter a perda de votos, ou voltar a ganhar câmaras municipais. E isto também se torna um disparate porque não percebem para que serve o PCP. É que se tudo isso poderá ser considerado verdade, será apenas uma pequena parte. O PCP tem um projeto de Futuro! Para Portugal e para os Açores! Construir uma sociedade onde a felicidade de cada um permita a felicidade de todos. Em que todos tenham um salário e emprego dignos, direito à saúde, à educação, à cultura, ao desporto, numa democracia plena, numa economia mista, onde as grandes empresas, os que hoje são os donos disto tudo, não possam decidir, por todos nós, qual é o nosso rumo económico, político e social.

E é aqui que está o problema de fundo de muita gente. De tanto dizerem que o PCP estava a morrer, passaram a acreditar nisso. E, de repente, perceberam que estavam enganados, porque esse projeto de Futuro é também uma fonte inesgotável de gente disposta a todos os sacrifícios por essa causa nobre que é a construção de uma sociedade melhor! E perceberam que como o Paulo Raimundo há mais dezenas de milhares de anónimos.

Ao Jerónimo e ao Paulo, fica um enorme abraço. E o desejo que o Paulo Raimundo venha visitar os Açores! Tenho a certeza que vai ser bem recebido! Ele virá por bem – não sabe ser de outra forma – e os Açorianos sabem receber bem quem traz soluções para uma Região com Futuro!

Pub